Josh Woodard, do A Day To Remember
Foto por James Hartley
Ouça a nova música de Juliah!    

Mais uma história séria e triste envolvendo Josh Woodard, ex-baixista do A Day to Remember.

Dias após Josh deixar a banda por acusações de abuso sexual, a imprensa americana desenterrou um acidente fatal que teria sido causado por ele, em 2017. A Loudwire (via Metal Sucks) foi atrás de documentos que explicam muito pouco da batida de carro que tirou a vida de um homem e confundem pelo resultado “inesperado” do caso.

No dia 11 de maio de 2017, pela manhã, Woodard estava dirigindo um Tesla Model S em Palm Beach, na Flórida. Na mesma estrada, aguardando em uma saída de shopping para poder prosseguir, estava Bryant Gonzalez Ortiz, de 24 anos, em um Honda Civic 1993. Josh cruzou repentinamente, atravessando três faixas da estrada e bateu de frente com a lateral do Honda. Apesar de ter sido socorrido no local, Bryant faleceu em decorrência da violência da batida — Woodard teve apenas ferimentos superficiais.

Um investigador de homicídio veicular que esteve no caso relatou:

Me encontrei com [Woodard] e observei que seus olhos estavam vermelhos, ele parecia atordoado e havia urinado em si mesmo.

Em seguida, Josh se recusou a cooperar com a polícia, pediu a presença de seu advogado e não se submeteu a um exame de sangue. Um mês depois, o músico entrou em turnê com o A Day to Remember pela Europa.

Desfecho

Em 2019, Fernando Gonzalez, pai de Bryant, entrou com um processo por homicídio culposo e pediu indenização por danos morais, custos de funeral, danos materiais, contas médicas e outros valores previstos por lei. Em abril de 2020, ele “voluntariamente” retirou a ação e sofreu um prejuízo, não podendo mais processar Josh Woodard na justiça.

Como resultado do caso, ao menos oficialmente, o músico teve apenas de pagar um total de U$1 mil em multas, além de sofrer uma suspensão na carteira por 12 meses. Ele nunca explicou o acidente de fato.

Em sua oportunidade de falar com a justiça, Fernando Gonzalez afirmou que seu filho era um homem bom, um pai presente, amante de carros e com um belo futuro pela frente. Que ele descanse em paz.

A Day to Remember

Woodard anunciou sua saída da banda no começo deste mês. A decisão do músico foi tomada após alegações de assédio sexual, que foram negadas por ele no ano passado, voltarem à tona recentemente.

O músico apontou que continuará negando as acusações, mas deve “agir de acordo” e se afastar do grupo nesse momento para que seus colegas não sejam “alvejados” por isso. Leia seu anúncio na íntegra e entenda o caso por aqui.