Gabriel, o Pensador no clipe de
 

Gabriel, o Pensador nunca teve medo de deixar suas opiniões políticas e sociais bem claras, e isso fica evidente na imensa maioria dos seus discos.

Acontece que há 20 anos, quando lançou o álbum Seja Você Mesmo, Mas Não Seja Sempre o Mesmo, ele decidiu levar um questionamento pra lá de direto ao mainstream quando optou, com sua gravadora, por trabalhar o álbum usando “Até Quando?” como single.

Se hoje em dia muitos músicos têm medo de colocar no mundo as suas opiniões, Gabriel nunca foi de esconder o jogo, e é sobre esse verdadeiro protesto em forma de música, tocando em todas as rádios, que falaremos aqui hoje.

“Até Quando?”

Gabriel, o Pensador - Seja Você Mesmo

É importante ressaltar que ao contrário de outras canções do álbum, que falam diretamente sobre corrupção, políticos bandidos e mais, aqui o protesto se dá na forma da indignação com a falta de atitude de muita gente que está sendo lesada.

Logo de cara, o Pensador questiona o brasileiro que vê tudo dando errado e os poderosos fazendo suas maracutaias e não faz nada, afirmando:

Não adianta olhar pro céu com muita fé e pouca luta
Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer e muita greve
Você pode e você deve, pode crer

Não adianta olhar pro chão, virar a cara pra não ver
Se liga aí que te botaram numa cruz e só porque Jesus sofreu
Num quer dizer que você tenha que sofrer

A partir daí, ele pergunta “até quando” o ouvinte irá “levar porrada sem fazer nada”, e traz um questionamento que, infelizmente, cairia como uma luva em 2021.

Isso porque estamos passando por um delicado período econômico com alta generalizada de preços e inflação fora do controle, muito por conta da instabilidade do governo Bolsonaro, cujo cuidado com a pandemia da COVID-19 vem sendo criticado.

Continua após o vídeo

Gabriel, o Pensador e os questionamentos

Na canção, o rapper diz que a situação extrema é “flagrante”, mas que muita gente finge que não vê.

Além disso, também culpa meios de comunicação que gostam de tapar o sol com a peneira para lucrar com as tragédias pessoais de cada um. Se trocarmos “TV” por “smartphone”, essa letra poderia ser pra lá de atual:

A polícia só existe pra manter você na lei
Lei do silêncio, lei do mais fraco:
Ou aceita ser um saco de pancada ou vai pro saco

A programação existe pra manter você na frente
Na frente da TV, que é pra te entreter
Que pra você não ver que programado é você

É ou não é pra se revoltar agora mesmo?

Seja Você Mesmo…

Para celebrar os 20 anos do álbum, o TMDQA! publicou um especial a respeito desse discão, que trouxe os momentos mais pesados da carreira do Pensador.

Com guitarras e elementos que vão do funk ao samba, o disco tem participações especiais como as de Lenine e Digão (Raimundos), e você pode ler nosso editorial a respeito clicando aqui.

Letra

Não adianta olhar pro céu com muita fé e pouca luta
Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer e muita greve
Você pode e você deve, pode crer

Não adianta olhar pro chão, virar a cara pra não ver
Se liga aí que te botaram numa cruz e só porque Jesus sofreu
Num quer dizer que você tenha que sofrer

Até quando você vai ficar usando rédea
Rindo da própria tragédia?
Até quando você vai ficar usando rédea
Pobre, rico ou classe média?
Até quando você vai levar cascudo mudo?
Muda, muda essa postura
Até quando você vai ficando mudo?
Muda que o medo é um modo de fazer censura

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?

Você tenta ser feliz, não vê que é deprimente
Seu filho sem escola, seu velho tá sem dente
Você tenta ser contente, não vê que é revoltante

Você tá sem emprego e sua filha tá gestante
‘Cê se faz de surdo, não vê que é absurdo
Você que é inocente foi preso em flagrante
É tudo flagrante
É tudo flagrante

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?

A polícia matou um estudante
Falou que era bandido, chamou de traficante
A justiça prendeu o pé-rapado
Soltou o deputado e absolveu os PM’s de Vigário

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?

A polícia só existe pra manter você na lei
Lei do silêncio, lei do mais fraco:
Ou aceita ser um saco de pancada ou vai pro saco

A programação existe pra manter você na frente
Na frente da TV, que é pra te entreter
Que pra você não ver que programado é você

Acordo num tenho trabalho, procuro trabalho, quero trabalhar
O cara me pede diploma, num tenho diploma, num pude estudar
E querem q’eu seja educado, q’eu ande arrumado q’eu saiba falar

Aquilo que o mundo me pede não é mundo que me dá
Consigo emprego, começo o emprego, me mato de tanto ralar
Acordo bem cedo, não tenho sossego nem tempo pra raciocinar

Não peço arrego mas na hora que chego só fico no mesmo lugar
Brinquedo que o filho me pede num tenho dinheiro pra dar
Escola, esmola
Favela, cadeia
Sem terra, enterra
Sem renda, se renda. Não, não!

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando você vai ser saco de pancada?

Muda que quando a gente muda o mundo muda com a gente
A gente muda o mundo na mudança da mente

E quando a mente muda a gente anda pra frente
E quando a gente manda ninguém manda na gente

Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura
Na mudança de postura a gente fica mais seguro
Na mudança do presente a gente molda o futuro

Até quando você vai levando porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai ficar de saco de pancada?
Até quando você vai levando?

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.
 
Compartilhar