R. Kelly chorando kkkk
Foto: Reprodução/YouTube
 

Nem uma condenação à prisão conseguiu derrubar a carreira de R. Kelly.

Desde que foi declarado culpado por extorsão, exploração sexual infantil e sequestro, as vendas de discos do rapper já aumentaram em 517%, conforme reporta a Rolling Stone. O catálogo do músico em streaming também cresceu em números.

De 27 de setembro a 3 de outubro, os streams de Kelly aumentaram 22%, enquanto as visualizações de vídeo subiram 23% — ambos em comparação aos sete dias anteriores. No geral, os streams foram de 11,2 milhões para 13,4 milhões neste período.

Desde que as acusações ganharam força, há aproximadamente quatro anos, serviços como Apple Music e Spotify trabalharam para retirar o rapper de suas playlists oficiais. Além disso, artistas como Chance the Rapper, Jennifer Hudson e Lady Gaga, que têm músicas com participação de R. Kelly, também as excluíram das plataformas.

Apesar disso, seu catálogo não foi excluído de nenhuma delas. Apenas o YouTube se pronunciou para afirmar que deletou duas contas oficiais do músico, mas vídeos não oficiais e sua conta no YouTube Music continuam disponíveis.

R. Kelly

O cantor de 54 anos pode enfrentar décadas de prisão. Sua sentença, que trará essa resposta, está marcada para 4 de Maio de 2022. Ele está preso desde Julho de 2019.

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.
 
Compartilhar