Nirvana
Foto: Wikimedia Commons
   

Dave Grohl sempre pareceu bastante confortável no Nirvana. Ninguém nunca aparentou ter dúvidas disso.

No entanto, o guitarrista Pat Smear — seu companheiro tanto no Nirvana quanto no Foo Fighters — revelou que o músico já trabalhava em canções para seu futuro grupo quando ainda estava na influente banda grunge.

Smear contou que certa vez, em 1993, ouviu Grohl tocar músicas que eram novas e não faziam parte do repertório do Nirvana, que encerrou as atividades no ano seguinte após o trágico suicídio de Kurt Cobain.

Em entrevista ao portal Guitar, Pat detalhou a situação:

Nós estávamos saindo de um ensaio do Nirvana e Dave estava sentado em seu carro ouvindo umas músicas que me atraíam. Ele me contou que eram algumas fitas que ele estava gravando, e eu me lembro de realmente gostar do que eu ouvi e queria que ele tocasse mais para mim. Foi a primeira vez que eu fiquei sabendo disso.

A segunda vez que eu ouvi foi quando eu estava na minha casa em Los Angeles e ele disse, ‘Ah, eu gravei essa fita’, e me deu um cassette que continha essencialmente o primeiro álbum do Foo Fighters. Dave não precisou me convidar para a banda, eu pedi! Depois de escutar a fita, eu fui até ele perguntar se ele montaria uma banda, porque eu queria estar nela.

Dave Grohl e Pat Smear lançaram o disco de estreia do FF em 1995; dois anos depois, o guitarrista deixou o grupo, retornando em 2005 e permanecendo até os dias atuais.

Artista do mês de Fevereiro aqui no TMDQA!, o Foo Fighters lançou o álbum Medicine at Midnight neste ano.