Nando Reis conta novos 50 fatos sobre os Titãs
Reprodução / YouTube
 

Como prometido, o cantor e compositor Nando Reis disponibilizou um vídeo com a segunda parte das curiosidades sobre os Titãs após ter feito um primeiro sobre o assunto em Novembro do ano passado.

O artista que foi membro da banda entre 1982 e 2002 compartilhou 50 novos fatos do grupo, mais especificamente sobre momentos relacionados aos discos Cabeça Dinossauro, de 1986 e Jesus Não Tem Dentes no País dos Banguelas, de 1987.

Confira abaixo algumas curiosidades reveladas por Nando no vídeo.

Nando Reis e os Titãs

O músico paulista começou lembrando que a banda estava em um período muito ruim em 1986 após a prisão de Arnaldo Antunes e foi aí que o lançamento do disco Cabeça Dinossauro se tornou um dos fatos mais relevantes e decisivos para a carreira dos Titãs.

Ele conta que durante um encontro em um estúdio os integrantes da banda estavam conversando sobre o conceito do disco e a principal intenção do grupo era conseguir igualar o som que eles gravavam nos discos com o que eles apresentavam no palco.

Queríamos um disco mais pesado, mais rock n roll, e na verdade mais coeso. E esse disco tem essa coesão, embora menos do que pareça. Ele é um disco ainda, no meu entender, mais próximo do Televisão (1985) do que até do Jesus.

Nando comentou também sobre a canção “Polícia”, que foi escrita por Tony Bellotto e cantada por Sérgio Britto, que surgiu a partir da prisão de Arnaldo e se tornou um “mega hit dos titãs”. Em seguida, ele contou como surgiu a inspiração para escrever a canção “Igreja”:

Eu escrevi a música ‘Igreja’ a partir da minha indignação e irritação, discordância com um artigo que Roberto Carlos escreveu para a Folha de SP apoiando a censura do filme Je Vous Salue Marie, que a Igreja Católica defendia, e eu reagi a isso escrevendo essa canção.

Lembro que escrevi muito rapidamente, porque era uma ideia clara que eu tinha. Minha posição não tinha nada a ver com a do Roberto Carlos, mas ela foi a faísca que me fez escrever.

Nando ainda revela que durante a escolha do repertório para o disco, Paulo Miklos e Arnaldo foram contra a música inicialmente, porém a maioria votou para que ela fizesse parte do disco e eles a gravaram.

Com os shows ao vivo, Paulo começou a gostar da canção, mas Arnaldo passou um bom tempo saindo do palco quando a música era tocada.

Após mais algumas curiosidades sobre Cabeça Dinossauro, o cantor parte para os fatos relacionados ao álbum Jesus Não Tem Dentes no País dos Banguelas, que para ele é um dos melhores discos da banda.

O artista contou que as fotos de divulgação do trabalho foram tiradas em um cemitério e depois de uma das imagens ter sido utilizada na capa da Folha de São Paulo, para uma matéria sobre o disco, o administrador do local foi demitido por Jânio Quadros, prefeito da cidade na época, que se indignou com a “desrespeitosa fotografia”.

Uma atitude digamos cênica, autoritária e injusta. O coitado do administrador pagou o pato por isso.

Com o álbum Jesus, Nando revela que os Titãs ganharam seu primeiro disco de platina, correspondente a 250 mil cópias vendidas. Além disso, ele fala sobre o show de estreia do disco que aconteceu durante a segunda edição do festival Hollywood Rock, em 1988.

Tocamos na mesma noite que os Pretenders e lembro que o Jornal do Brasil deu uma nota alta para o nosso show, que foi incrível.

Você pode conferir logo abaixo o vídeo completo com os 50 fatos e na sequência assistir ao especial do TMDQA! sobre o clássico Cabeça Dinossauro.

Ouça, também, nosso episódio especial de Podcast a respeito dos Titãs!

Ouça o novo álbum do Melim!