No Doubt no Brasil em 1997
Foto: Reprodução/YouTube
Ouça playlist com clássicos do Rock!  

Em 2020, um dos álbuns mais antológicos da história da música, Tragic Kingdom, completou 25 anos.

Lançado em 10 de Outubro de 1995 pelas gravadoras Interscope e Trauma, o disco de 14 faixas foi um marco fundamental na carreira do quarteto californiano de ska punk/pop rock No Doubt, tornando-se o disco mais bem sucedido e mais emotivo da história da banda composta por Gwen Stefani (vocais), Tony Kanal (baixo, teclado), Tom Dumont (guitarra, violão, teclado) e Adrian Young (bateria e percussão).

No Doubt - Tragic Kingdom

Com músicas que surgiram após o doloroso término de relacionamento de Tony Kanal com Gwen Stefani (eles estiveram juntos por 7 anos), o grupo logo cativou pessoas do mundo inteiro e, depois de quase 10 anos de altos e baixos desde sua formação, finalmente começou a ter notoriedade.

Hits como “Don’t Speak”, “Excuse Me Mr.” e “Just a Girl” levaram em pouco tempo o No Doubt ao 1º lugar das paradas mundiais e fizeram a banda dar início a uma coleção de prêmios importantes, com destaque para os Grammys.

No Doubt no Brasil em 1997

Tragic Kingdom também foi o responsável por levar o No Doubt a excursionar pelo mundo inteiro, incluindo sua única visita ao Brasil no final de Outubro e começo de Novembro de 1997.

A banda realizou shows em Curitiba (na Pedreira Paulo Leminski, no dia 31/10) e em São Paulo (no Ginásio do Ibirapuera, no dia 01/11) como parte do Festival Close-Up Planet, além de ter feito também uma inesquecível passagem pelo Rio de Janeiro (no antigo Metropolitan, no dia 03/11).

Nos shows, que foram apontados pela própria banda como alguns dos melhores de sua carreira, o grupo, que trouxe ainda a dupla Gabrial McNair e Stephen Bradley como músicos de apoio na turnê, dividiu o palco com David Bowie e Erasure, além de nomes nacionais como Barão Vermelho, Paralamas do Sucesso e Charlie Brown Jr., que começava a ganhar destaque na época.

No Doubt no Rio de Janeiro

O show em terras cariocas foi, felizmente, exibido na época pelo canal Multishow, que eternizou uma apresentação histórica de uma era que deixou saudade e mostrou o No Doubt impecável e em seu ápice não só de sucesso, mas também de autenticidade e entrosamento. Você pode conferir o vídeo logo abaixo.

Acompanhados com cantos em uníssono vindos de um público contagiado pela explosão de energia que a banda inteira entregava de forma única no palco, os integrantes do No Doubt estavam sempre correndo de um lado para o outro, pulando, fazendo brincadeiras entre si e com os fãs.

Além de faixas de Tragic Kingdom, o show também contou com versões de The Specials, The Vandals, John Williams e Sublime, com quem o No Doubt sempre dividia os palcos em turnês pelos Estados Unidos.

Setlist:

  1. “Tragic Kingdom”*
  2. “Excuse Me Mr.”*
  3. “Different People”*
  4. “Happy Now?”
  5. “Just a Girl”*
  6. “D.J.s” (Sublime cover)*
  7. “The Climb”*
  8. “Total Hate ’95”
  9. “End It on This”
  10. “Hey You”*
  11. “The Imperial March” (John Williams cover)
  12. “Move On” / “Ghost Town” (The Specials cover)
  13. “Don’t Speak”*
  14. “Sunday Morning””
  15. “Spiderwebs”*
  16. “Oi to the World” (The Vandals cover)*

*Faixas exibidas pelo Multishow no vídeo abaixo e captadas pelo fansite Everything In Time

Continua após o player

Os 25 anos de Tragic Kingdom e o provável fim do No Doubt

Depois de muitos fãs pedirem e a ala masculina do No Doubt tentar, infelizmente não aconteceu um acordo com Gwen Stefani (que está focada em sua vida com Blake Shelton, em sua carreira solo e em seu assento como jurada do The Voice norte-americano) para que o grupo pudesse se reunir e celebrar de algum modo o disco mais importante de sua carreira.

Em postagem para relembrar o lançamento de Tragic Kingdom, o guitarrista Tom Dumont chegou a finalizar anunciando que o grupo possivelmente nunca mais irá se reunir. Leia aqui.

Acontecimentos marcantes na carreira do No Doubt

Quando o grupo celebrou em 2012 seus 26 anos de carreira e lançou o que viria a ser seu último álbum de estúdio, Push and Shove, que na época simbolizou o primeiro disco inédito da banda em 11 longos anos, o Tenho Mais Discos Que Amigos! elaborou um especial com acontecimentos marcantes na carreira do No Doubt.

Confira aqui na íntegra a matéria, que englobou destaques da carreira da banda desde sua criação na garagem dos irmãos Stefani em 1986 até seu último lançamento, o próprio Push and Shove.