Dave Grohl com o Foo Fighters em Wembley

O incrível Dave Grohl, vocalista do Foo Fighters e ex-baterista do Nirvana, falou sobre como foi para ele sair de trás da bateria de uma das maiores bandas dos anos 90 e ter que ficar à frente do grupo o qual faz parte até hoje.

Em entrevista à Apple Music (via NME) ele definiu a sensação dos primeiros anos de liderança do Foo Fighters como “aterrorizante”.

Eu fiquei tanto tempo sentado na bateria e, de repente, pensei que tinha que ficar em pé em frente às pessoas. Como eu devo me movimentar? O que eu digo entre as músicas?

Dave Grohl

Inacreditavelmente, Dave Grohl revela na entrevista que não tinha autoconfiança suficiente para assumir o papel de frontman do Foo Fighters e mais que isso: que demorou mais de dez anos para se sentir à vontade como vocalista do grupo.

Hoje, bem mais confortável na posição que ocupa, ele enxerga que era inseguro demais, inclusive em entrevistas, tanto que revelou que não assiste nenhum material daquela época.

Eu simplesmente senti que não estava acostumado a ser colocado na linha de frente dessa maneira.

O bate-papo de Dave Grohl foi com o jornalista Matt Wilkinson e abordou principalmente o aniversário de 25 anos do primeiro álbum do Foo Fighters.

Você pode ouvir a conversa dos dois aqui.

 
Compartilhar