Clipes com história
Ouça playlist com clássicos do Rock!  

Não é novidade que um clipe pode alavancar e muito o sucesso de uma música que até então podia passar desapercebida pelos ouvidos dos fãs. E é por isso que, cada vez mais, artistas têm investido tanto na gravação de seus vídeos e até apostado em clipes com história.

Basta olhar para superproduções como “What Goes Around… Comes Around”, de Justin Timberlake com participação da atriz Scarlett Johansson, “Don’t Call Me Angel” de Ariana Grande com Miley Cyrus e Lana Del Rey, “New Rules” da Dua Lipa, “The Hills” do The Weeknd, e muito mais.

Clipes com história

Pensando nisso, nós separamos alguns clipes feitos aqui no Brasil que também tiveram ótimas produções e roteiros muito bem pensados. Alguns chegam, inclusive, ao status de curta-metragem.

Tem vídeo com mensagem social e incentivo à doação de órgãos, produções que misturam realidade e animação, clipes com críticas políticas e abordando preconceito, e até mostrando aventuras e histórias de amor. Veja abaixo:

Thiago Pethit – “Romeo”

Direção: Rafaela Carvalho
Roteiro: Thiago Pethit e Rafael Barion

O clipe lançado em 2014 pelo cantor Thiago Pethit mostra um casal vivendo uma aventura pela Califórnia, nos Estados Unidos. Os personagens interpretados pelo ator Lucas Veríssimo e pela atriz Maria Laura Nogueira embarcam numa viagem depois de roubarem um carro e pegar estrada sem destino. No conversível, eles vivem cenas dignas de cinema, como um topless em meio a cidade, roubos a lojas e bares, transas na beira da estrada, brigas e crises de relacionamento e um baita plot twist no final. O vídeo contém cenas de nudez, então é preciso confirmar ao YouTube que você é maior de 18 anos para conseguir assistir.

Johnny Hooker – “Amor Marginal”

Direção: Matheus Senra
Roteiro: Johnny Hooker e Matheus Senra

O vídeo se divide em dois atos. O primeiro no início e no fim do clipe, protagonizado pelo ator Luis Miranda, fazendo um discurso sobre desejo e fuga dentro de uma caverna cheia de velas. E o segundo numa praia onde vive um casal de jovens donos de um bar, feito pelos atores Ariclenes Barroso e Caroline Macedo. O ápice do roteiro é a chegada de um novo personagem, no caso o próprio Johnny Hooker, que aparece para bagunçar a relação dos dois. A partir daí, pode-se ver cenas de discussões, amassos e drama. Muito drama!

O Terno – “Ai, Ai, Como eu Me Iludo”

Direção: Alaska
Roteiro: Alaska

“Cansado de consertar vazamentos, perder tempo trocando lâmpadas ou passar horas para instalar um roteador? Seus problemas acabaram!”. O texto é de um comercial de TV do Mini Mo 2000, um boneco que serve como ajudante para suas tarefas do dia a dia. A questão é que ao comprar o produto anunciado, o jovem consumidor dos anos dez não contava que seu novo robozinho teria sentimentos e iria se apaixonar facilmente várias vezes ao dia. Mistura de realidade e animação, os bonecos ganharam “vida” através dos atores Rafael Senatore e Ellen Milgrau, e o casal real foi interpretado por Rafael Pimenta e Mayara Constantino. Que bela produção!

Lucas Santtana e Duda Beat – “Meu Primeiro Amor”

Direção: David Pacheco
Roteiro: Lucas Santtana e David Pacheco

Lançamento mais recente da nossa lista, o vídeo da canção do cantor Lucas Santtana com a participação de Duda Beat conta a história de amor “improvável” entre uma menina da cidade grande e um garoto do sertão. Crítica aos padrões impostos pela sociedade, a produção traz cenas de duas épocas diferentes: de um jovem casal se conhecendo num baile de forró e tempos depois já casados e com filhos. Letra e vídeo questionam preconceitos e abordam até política.

Rubel – “Partilhar”

Direção: Rubel
Roteiro: Rubel, Maíra Motta e Pedro Riguetti

Anunciado como um curta-metragem quando saiu, o clipe para o relançamento da faixa “Partilhar”, de Rubel com participação da dupla Anavitória, é protagonizado pelo próprio cantor e a atriz Marina Ruy Barbosa, um casal de ex-namorados que se reencontra anos após o término e sente o impacto de uma relação não muito bem resolvida dentro de seus corações. O roteiro se desenvolve com eles andando por uma praça e refletindo sobre as direções que cada um seguiu. É daqueles vídeos que a gente assiste com um apertinho no coração e torce para tudo dar certo!

Francisco, El Hombre – “O Tempo é Sua Morada”

Direção: Raphael Pamplona e Caio Amantini
Roteiro: Raphael Pamplona e Caio Amantini

O vídeo é uma campanha para o incentivo à doação de órgãos e tem uma narrativa linda e emocionante de um jovem casal que passa pela dor da morte. Coreografado e intercalando cenas de flashbacks em momentos felizes com a tensão em salas de hospitais, a produção mostra o alívio de uma família que saiu da fila de transplante ao conseguir um novo coração para sua filha. No elenco estão Der Gouvea, Malú Lomando, Bruno Felsmann, Samanta Precioso, Angela Bernadete dos Santos, Sofia, Clodoaldo Silva e Dulcineia Dibo.

Silva – “Feliz e Ponto”

Direção: William Sossai
Roteiro: André Paste, Mara Jesus, Silva e William Sossai

Esta é a produção que muda a chavinha da carreira do cantor Silva. Até então tímido, introspectivo e reservado, no clipe de “Feliz e Ponto” ele aparece pela primeira vez botando o corpo para jogo, fumando e como membro de um trisal. Inicialmente, o clipe mostra apenas um casal formado por um homem e uma mulher numa cachoeira, mas o roteiro surpreende ao exibir da metade para frente, um terceiro membro como parte da relação. Os atores que contracenam com Silva no vídeo são Camila Aguiar e Saulo Arctep.

Thiago Pethit – “Moon”

Direção: Heitor Dhalia
Roteiro: Vera Egito e Thiago Pethit

Outro clipe do cantor que também merece destaque é o feito para a música “Moon”, de novo protagonizado pelo ator Lucas Veríssimo. Nesta produção, mais uma vez com cenas de nudez, primeiro ele encena momentos íntimos com sua namorada, mas, em seguida, depois de uma briga, vai às ruas trabalhar como garoto de programa. O clímax do vídeo é quando ele e um colega de trabalho são contratados por um cliente juntos, mas por ciúmes, os sentimentos de um pelo outro vêm à tona.

Johnny Hooker part. Liniker – “Flutua”

Direção: Ricardo Spencer
Roteiro: Daniel Ribeiro e Johnny Ribeiro

Estrelado pelos atores Jesuíta Barbosa e Mauricio Destri, o vídeo trata de homofobia e mostra cenas tristes e violentas de um rapaz sendo agredido após dar um beijo de despedida em seu namorado, numa avenida de São Paulo. Alguns momentos também têm os personagens conversando em libras, a linguagem de sinais, já que um dos garotos é surdo.

Pabllo Vittar – “Então Vai”

Direção: Hick Duarte

Talvez um dos melhores clipes de Pabllo Vittar, por fotografia e estética, “Então Vai”, apesar de muita coreografia, poses, carões e cenas da artista cantando, mostra o encontro e o primeiro beijo de um casal numa festa na beira de um lago. Com clima tropical, alegre e de inclusão, Pabllo e o DJ Diplo se olham por vários momentos antes de finalmente juntarem suas bocas na cena final do vídeo. Que beijo foi esse, hein!