Kevin Spacey e Ari Behn
Fotos via Wikimedia Commons
 

Kevin Spacey tem caminhado a passos largos para se tornar um dos seres humanos mais desprezíveis que já passaram pela indústria do entretenimento.

Este Natal trouxe mais um desenvolvimento bizarro de suas histórias de abuso: depois de uma das suas acusações de abuso sexual ter sido retirada devido à “indisponibilidade da testemunha de acusação” e do falecimento de um massoterapeuta que acusava Kevin de forçá-lo a tocar suas genitais durante uma sessão privada, mais uma vítima do cara nos deixou – e esta não é nada anônima.

Ex-marido da princesa da Noruega Martha Louise e pai de três filhos com ela, Ari Behn tirou sua própria vida aos 47 anos em um episódio arrasador. Em 2017, no entanto, ele havia explicado o episódio com Spacey que ocorreu em uma cerimônia do prêmio Nobel da Paz (via The Mirror):

Nós tivemos uma boa conversa, ele sentou bem do meu lado. Depois de uns cinco minutos ele disse, ‘ei, vamos lá fora fumar um cigarro’. Então ele pôs sua mão abaixo da mesa e me puxou pelas bolas. Meu cabelo era escuro na época, eu era 10 anos mais novo e bem o tipo dele.

Ele ainda falou que despistou o ator respondendo “quem sabe mais tarde”. Ari nasceu na Dinamarca, cresceu na Noruega e se formou em história e religião pela Universidade de Oslo. A Família Real divulgou um comunicado lamentando seu falecimento e chamando Ari, artista visual, de “um bom amigo, um querido membro da família e um maravilhoso tio”.

LEIA TAMBÉM: Kevin Spacey volta a incarnar Frank Underwood em vídeo bizarro de Natal

A sua última publicação no Instagram mostra uma pintura abstrata e diversos corações em sua caixa de comentários.

View this post on Instagram

Painting 1×1 m #art #abstractart

A post shared by Ari Behn (@ari.behn) on

Kevin Spacey e as Polêmicas

Apesar de Ari nunca ter efetivamente denunciado o ator, as acusações de abuso contra Kevin Spacey têm sido envoltas em mais polêmicas.

Além das duas já citadas acima, Linda Culkin, outra vítima, teve uma morte extremamente suspeita em Março de 2018. Ela estava andando em direção à sua casa quando foi atropelada por um carro. Sua prima Cindy falou sobre a situação:

Linda foi uma das primeiras a acusar Kevin Spacey de atacar jovens garotos, e eu acho muito estranho que você não ouve mais nada sobre seu acidente – ou sobre a pessoa que a atingiu. É como se tivesse acontecido, e agora não há nada!

Culkin era enfermeira e teria ido atrás de Spacey virtualmente após um jovem garoto, seu paciente, ter lhe contado detalhes de um ataque do ator. Ela, aliás, foi sentenciada a 51 meses de cadeia por ameaças feitas nesta época.

O motorista que a atropelou continuou na cena do crime, mas não foi acusado formalmente. Apesar disso, um porta-voz informou à época que “a causa e maneira do falecimento de Culkin ainda estão sob investigação”.

Kevin ainda é investigado pela Scotland Yard, a polícia britânica, por seis alegações de abuso sexual que teriam acontecido entre 1996 e 2013 quando o astro estava em Londres.

   
Compartilhar