Mötley Crue
Divulgação
 

Recentemente, contamos por aqui que o Mötley Crüe está de volta. Os ícones do rock chegaram até a explodir um contrato que assinaram em 2015 garantindo que não fariam mais shows, e a reunião levantou muitas perguntas.

Em uma nova coletiva de imprensa, o baixista Nikki Sixx finalmente respondeu algumas destas. Ele explicou, primeiramente, a decisão de acabar a banda (via Loudersound):

Pra ser sincero, eu acho que nenhum de nós pensava, quando estávamos na última turnê, que iríamos estar juntos novamente. Nós não estávamos nos dando bem naquele momento.

Nós havíamos estado juntos por 35 anos e foram muitos anos de estrada. Eu não acho que nós tínhamos muito tempo para nós mesmos. Estávamos constantemente em turnê por todo esse tempo.

E quando chegou ao fim, nós terminamos a banda e cada um seguiu seu caminho. Acho que nós precisávamos daquele intervalo.

Em seguida, Nikki admitiu o que muitos já imaginavam e confirmou que foi o filme The Dirt que os uniu novamente. Segundo ele:

Foi durante a criação de ‘The Dirt’ – nós começamos a trabalhar no roteiro, começamos a estar no set [de filmagem] e começamos a nos encontrar novamente.

Acho que percebemos quanto – sem nem falar sobre a música – quanto sentíamos falta um do outro. Nós sentíamos falta um do outro, pra ser sincero com você. Nós sentíamos falta de estar em uma banda juntos.

Mötley Crüe, Joan Jett, Def Leppard e Poison

Apesar de serem a atração principal, o Crüe vai levar convidados de peso para a estrada. Rumores já apontavam que o Def Leppard e o Poison iriam acompanhá-los, mas o trio vai virar quarteto com a confirmação de Joan Jett na turnê.

A The Stadium Tour irá reunir os quatro nomes em alguns dos maiores estádios dos Estados Unidos, e passará por cidades como Miami, Orlando, Houston, San Francisco, Atlanta, Detroit, Boston, Chicago e mais.

Segundo Joe Elliott, do Def Leppard, há a possibilidade de “extender para outro lado, talvez até no próximo ano”. Eu ouvi Brasil?