David Lynch Oscar
Reprodução/Twitter (@kyle_maclachlan)

David Lynch é um dos maiores nomes da história do cinema. Até recentemente, no entanto, ele havia sido deixado de lado pela Academia, e não tinha nenhum Oscar em sua brilhante carreira.

Apesar de ter sido indicado três vezes para o prêmio de melhor diretor (por O Homem Elefante, em 1980, Veludo Azul, em 1986, e Cidade dos Sonhos, em 2001), Lynch nunca havia levado uma estatueta para casa. Isso mudou neste domingo (27), quando ele foi agraciado com um Oscar honorário.

A premiação, segundo o presidente John Bailey, serve para “reconhecer indivíduos que se dedicaram a uma vida de realizações artísticas e trouxeram contribuições ímpares à nossa indústria”, como explicamos melhor por aqui. Obviamente, é uma descrição que casa bem com o trabalho de Lynch.

Quem entregou o prêmio foi a dupla de atores Kyle MacLachlan Laura Dern, que já trabalhou algumas vezes com David. Dern descreveu o trabalho com ele:

Na maioria dos dias que você chega no set de filmagem, você encontra David pintando uma parede, fazendo algum objeto de cenário à mão, e ininterruptamente ajustando uma cena.

O engraçado, no entanto, é a reação do diretor, que recebeu uma salva de palmas que durou mais do que seu discurso. Em poucas palavras, ele conseguiu deixar bastante gente confusa na internet.

Enquanto alguns entenderam o discurso de David como “Obrigado à Academia. Vocês todos têm rostos interessantes. Boa noite”, outros acham que o que ele disse foi “vocês todos têm gostos interessantes”. Ainda tem gente que acha que ele estava falando sobre o rosto da estatueta. Bom, fica pra cada um decidir o que acha melhor, né?

David Lynch

Neste ano, Lynch já anunciou duas novidades legais para os fãs de seu trabalho. O seriado Twin Peaks ganhará uma caixa gigante e incrível com todos os conteúdos da série, enquanto o clássico filme Veludo Azul receberá uma reedição com cenas inéditas.

 
Compartilhar