Martin Shkreli
Ouça nova versão do disco ao vivo do Pink Floyd!  

Foto de Martin Shkreli via CBS News

Ok, antes de tudo nós precisamos te contar quem é Martin Shkreli.

O empresário do ramo farmacêutico fez uma fortuna ao mesmo tempo que foi classificado como “o homem mais odiado dos Estados Unidos” pela mídia de lá.

Boa parte do seu dinheiro veio a partir de uma ação onde ele conseguiu a licença para fabricar o remédio Daraprim, utilizado em combinação com outras substâncias para tratamento de portadores do vírus HIV.

Ao garantir a licença, Martin aumentou em 5.556% o preço do comprimido, que passou de 13,50 para 750 dólares.

Isso tudo aconteceu em Setembro de 2015, e após ficar em evidência na mídia, Shkreli acabou sendo preso pelo FBI em Dezembro daquele ano, acusado de fraudes nas empresas que controlava.

Ele está respondendo ao processo em liberdade, e nesse meio tempo participou de uma série de polêmicas.

Com sua fortuna, ele comprou uma edição limitadíssima de apenas uma cópia do disco Once Upon a Time in Shaolin, do Wu-Tang Clan, vendida em leilão pelo preço final de 2 milhões de dólares.

Depois disso, ele se envolveu em discussões com os próprios integrantes da banda, e é conhecido pela sua arrogância e falta de respeito às pessoas.

Donald Trump

Não à toa, ao que tudo indica, Martin Shkreli apoia o candidato Donald Trump à presidência dos Estados Unidos.

Em um tweet publicado hoje, ele disse que se Trump ganhar a eleição, irá disponibilizar toda sua coleção de músicas inéditas, incluindo material nunca ouvido de Nirvana, Beatles e, “é claro”, Wu-Tang.

Ele ainda garantiu que lançaria tudo de graça e fez piada ao responder sobre questionamentos a respeito dos formatos dos arquivos, por exemplo.

Martin Shkreli está sendo irônico, muito provavelmente, mas ainda assim existe a possibilidade de que ele tenha algum tipo de material raro em casa, já que para alguém que compra um disco por dois milhões, outros álbuns similares também estariam ao alcance.

Vale lembrar que recentemente a cantora Madonna ofereceu sexo oral a quem votasse em Hillary Clinton.

Post-hardcore

Além de gostar de ironia e de gastar muito dinheiro, Shkreli também é fã de post-hardcore, e estima-se que ele tenha investido em gravadoras do gênero, inclusive, como a Collect Records de Geoff Rickly (Thursday).