Alcaçuz
Ouça nova versão do disco ao vivo do Pink Floyd!  

Alcaçuz

Alcaçuz, um  quitute da região Nordeste do Brasil, se transforma em nome de banda, quando em 2009 Pedro Ben (Guitarra/Voz), Rafael Ribeiro (Baixo/Vocal) e Javé Montuchô (Bateria/Vocal) se juntaram em Teresina, Piauí. O resultado da junção pode ser conferido no primeiro disco da banda, também batizado de Alcaçuz, que em 12 faixas mistura as influências do pop, do rock, do blues e até do reggae que a banda carrega em seu gingado. Um groove fácil de curtir, de digerir, de gostar.

O disco se abre com “Ninguém nessa cidade me atrai” e um desafio: se você conseguir passar pelos quase 2 minutos de solo da música antes de ouvir a voz de Pedro contar a história de um ilustre desconhecido que ganha fama na cidade que não gosta maisvocê está preparado para o disco.

Destaque para “Trejeitos”, com letra regionalista e um groove que faz dançar, que conta a história de um amor que tem de tudo, menos amor. É um gostar de estar perto, uma admiração dos trejeitos do outro. “Não me pergunte porque” remete à influências que passeiam entre Jimi Hendrix The Police em 5 minutos de puro ritmo e, seguida de “Meu Pior Pedaço” forma o “trio parada dura” do trabalho, impossível não repetir as canções e se indignar com a história do jovem que não quer apenas mostrar sua “face fácil”, mas sim fazer que se encantem também com a sua pior parte.

Com uma levada mais pop, a romântica “Passional” se destaca por contar a história de um amor platônico em que o ciúmes é o personagem principal. Para fechar o disco, “Quem Disse que eu Sei” vem numa levada que mistura Erasmo Carlos Autoramas numa receita médica cheia de contra-indicações (médicas ou não) que remete ao tempo em que a banda se chamava “Filosofia de Farmácia”. Vale a viagem!

O primeiro disco cheio da banda muito mais que mostra seu trabalho, revela a boa safra do rock que vem do Norte e Nordeste do país. Muito mais do que fazer-se ouvir, o Alcaçuz representa uma turma cheia de boas ideias que a gente precisa (e merece) conhecer melhor. Para acompanhar o trabalho do trio, curta seu Facebook oficial e ouça, abaixo, o disco.

Nota: 6 / 10

 
Compartilhar