Omar Rodriguez-Lopez fala sobre Bosnian Rainbows, At The Drive-in e Mars Volta
 

Omar Rodriguez-Lopez fala sobre Bosnian Rainbows, At The Drive-in e Mars Volta

Mesmo estando com sua nova banda, Bosnian Rainbows, a todo vapor, Omar Rodriguez-Lopez não fecha as portas para seus outros projetos, incluindo os dois que o consagraram, At The Drive-In e Mars Volta:

Estou disposto a participar de qualquer coisa, desde que tenha positividade envolvida. Eu amo música e não é como política ou alguma coisa em que vidas estão em jogo. É muito divertido e temos sorte de fazer isso para viver. Estou aberto para contribuir com qualquer um que queira minha colaboração.

Omar e o fim do Mars Volta

Há pouco mais de um mês, Cedric Bixler-Zavala, parceiro do guitarrista em seus dois projetos mais importantes, soltou mensagens irritadas através do twitter indicando o fim do Mars Volta. Omar afirmou ter lido as declarações e comentou a respeito:

Eu escutei sobre na época. Estava fazendo um filme e fiquei sabendo algumas horas depois, as pessoas ficaram me perguntando se eu estava bem. Eu entendo de onde aquilo veio, eu conheço o cara há 22 anos. Eu sempre vou respeitar e apoiar qualquer decisão que ele tome. Se é assim que ele quer que seja, eu entendo e apoio isso.

Reunião do At The Drive-In

Apesar dos tweets raivosos de Cedric, Rodriguez-Lopez diz que não houve nenhuma ruptura na relação dos dois e comentou o retorno do At The Drive-In no ano passado:

Eu aprendi uma lição muito importante com a reunião do At The Drive-In. Depois de todos esses anos sendo negativo e falando que eu nunca tocaria com aqueles caras de novo, aprendi que não sabemos de nada. Só cala a boca e aproveita a vida e fique feliz que pessoas ainda se importam, 11 anos depois, com algo que você fez com seus melhores amigos quando adolescentes. É assim que eu me sinto agora.

Bosnian Rainbows

Omar Rodriguez-Lopez com certeza está gostando do seu momento com o Bosnian Rainbows, que já lançou duas músicas (“Torn Maps” e “Turtle Neck“) e deve lançar um álbum em maio. O guitarrista falou um pouco sobre como tem sido o último mês morando junto e trabalhando com o resto da banda:

Nós somos mais como amigos morando juntos do que membros de uma banda. Tudo tem sido bem orgânico. No Mars Volta era só eu e Cedric, mas dessa vez eu queria um grupo em que todos escrevessem, todos fossem engenheiros, todos fossem produtores e gravassem faixas. É um ambiente muito, muito criativo.

Omar comentou também sobre a sonoridade de sua nova banda:

Eu queria que as coisas fossem elementares, o que realmente significa trabalhar muito nelas e ver onde tudo se encaixa perfeitamente. As coisas sendo assim e não simplesmente ‘mais’ foi realmente importante. Se a quantidade certa de notas é, por exemplo, três notas, então é isso que nós vamos tocar.

Bosnian Rainbows deve tocar pelos festivais de verão na Europa e Estados Unidos para divulgar seu futuro álbum.