TBS em SP
 


We The Kings em SP 12

Neste último sábado chuvoso de São Paulo, 21 de janeiro, ocorreu no Citibank Hall a apresentação do Taking Back Sunday com abertura do We The Kings. A casa possui um excelente som, que foi apreciado por um número de pessoas que não enchia o local, onde a maioria preferiu apreciar a apresentação da área vip da casa..

O We The Kings fez um show que foi acompanhando por quase todos os presentes, algo que me impressionou mesmo, pois todas as músicas eram cantadas pelo público. Sinceramente, achei que poucos que estariam ali iriam conhecer a banda, mas pelo visto, me enganei. O vocalista Travis foi muito simpático o show inteiro, tanto que recebeu diversos sutiãs e calcinhas, pendurando-as no microfone, um tanto quanto Wando. Dizendo que eles amam o Brasil, que querem comprar um casa por aqui e que irão voltar mais vezes, ele foi bastante comunicativo durante as poucas mais de 10 músicas tocadas pelo grupo. A trinca inicial foi “She Takes Me High“, “Skyway Avenue” e “Friday Is Forever“. Uma corda da guitarra de Coley O’Toole estourou na primeira ou segunda música, levando o música ao piano nas próximas, mas acho que já era algo planejado. Como ocorreu no show do The Maine em São Paulo em dezembro do ano passado, as fãs começaram a cantar o novo hit de Michel Teló, “Ai Se Eu Te Pego“, que foi acompanhado depois por Travis, que aparentemente já conhecia a música.

Essa música é sorbre sexo! Muito sexo!“, foi a frase que abriu  “Secret Valentine“. Chegando no final do show, a banda mandou “We´ll Be A Dream”, música que tem participação de Demi Lovato, para levar as fãs ao delírio (um vídeo desse momento pode ser conferido abaixo). Com um violão em punhos, Travis pede para todos cantarem a próxima música, pois deveriam conhecer, iniciando “I´m Yours“, de Jason Mraz, que é seguida por “Heaven Can Wait” e “Say You Like Me“, um dos maiores hits do grupo. Nessa hora, ele trouxe uma fã ao palco, que deve ter ficado extremamente emocionada, pois ficou sentada em um banquinho ao seu lado.

Travis fala que vai tocar a música que ele mais gosta do mundo. E começa o riff de “The Middle“, do Jimmy Eat World, o que animou bastante os presentes. A última música apresentada pela banda foi o hit que trouxe o We The Kings ao olhos e ouvidos do público mundial. “Check Yes Juliet” foi cantada de forma unânime por todos os presentes e, assim que ela acaba, Travis pula para perto dos que estão na área vip e continua agradecendo muito pela presença de todos, que sem essas pessoas, que estão nos shows, a banda não existira.

TBS em SP

O ambiente foi transformado. O começo do Taking Back Sunday já mostrava um Citibank Hall mais escuro, com apenas luzes vermelhas e azuis no palco. O excêntrico vocalista Adam Lazzara, que está cabeludo e barbudo, entra no palco com o ego lá em cima. Citações como “We are the greatest band in the world” (somos a maior banda de todo o mundo) e “sit you ass down because we gonna blow your fucking mind” (sentem-se, por que nós iremos explodir suas mentes) foram jogadas por Adam. O show começa com “El Paso“, faixa que também abre o álbum homônimo da banda, lançado ano passado.

Os hits “Liar (It Takes On To Know One)“, do álbum Louder Now e “Faith (When I Let You Down)“, do Taking Back Sunday, não poderiam faltar no setlist. Os membros da banda não andavam tanto pelo palco, com exceção do baixista Shaun, mas isso se deve à Adam, que não para de jogar seu microfone e de se enrolar nele, o qual até se soltou do cabo em uma hora, falhando quando ele iria cantar. Em certo momento , entre uma música e outra, Adam perguntou se alguém conhecia uma manicure por perto, pois tinha quebrado uma unha. Ah, lembrando que ele também tirou os sapatos e fez uma parte do show descalço!

Adam apresentou Shaun e John, ambos ex-membros da banda,  que voltaram em 2010/2011, pois estavam tocando no Straylight Run,  para tocar “Existentialism On Prom Night“, música da banda dos dois, que possui uma linha de piano sem igual. Com um som pesado, a banda cativou facilmente os fãs, que já erguiam seus punhos e pulavam ao ritmo das músicas. Shaun Cooper cumpriu de forma impecável seu papel, debulhando o seu baixo, que é extremamente rápido em diversas músicas.

Com um setlist bem mais extenso que a banda anterior, o Taking Back Sunday não largava seus instrumentos. “Spin“, “Best Places To Be A Mom“, “This Is All Now” e ” Bike Scene” também foram apresentadas, mostrando o peso dos seus 3 guitarristas.

O bis chegou com as duas saideiras, sendo  “Your Own Disaster” e “There’s No ‘I’ In Team“, que fecharam de uma ótima forma a apresentação, gerando aplausos por todos os presentes. Para um número significativo de fãs, as duas bandas mostraram muito talento e carisma. Ambos os shows com certeza tiveram um resultado positivo.

Setlist We The Kings
She Takes Me High
Skyway Avenue
Friday Is Forever
Every Single Dollar
All Again For You
Secret Valentine
We’ll Be A Dream
Heaven Can Wait
Say You Like Me
The Middle
Check Yes Juliet

Setlist Taking Back Sunday
El Paso
You Know How I Do
Error: Operator
One-Eighty By Summer
Liar (It Takes One To Know One)
Faith (When I Let You Down)
What’s It Feel Like To Be A Ghost?
A Decade Under The Influence
Existentialism On Prom Night (Straylight Run)
Spin
Bike Scene
Best Places To Be A Mom
You’re So Last Summer
This Is All Now
Timberwolves At New Jersey
You Got Me
MakeDamnSure
Cute Without The ‘E’ (Cut From The Team)

Bis
Your Own Disaster
There’s No ‘I’ In Team

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.