Nirvana
   

Dave Grohl quase saiu do Nirvana, diz biografia

No ano em que Nevermind, do Nirvana, comemora 20 anos, um dos protagonistas do disco vai ganhar uma biografia. This is a Call: The Life and Times of Dave Grohl, de Paul Brannigan, vai traçar a vida de um dos maiores nomes do rock n’ roll, e promete “revelações bombásticas”, no melhor estilo Nelson Rubens – brincadeira…

Uma dessas novidades é que por muito pouco Dave Grohl não saiu do Nirvana em 1993. Em um voo compartilhado pelos integrantes do grupo entre um show e outro, o baixista Krist Novoselic teria dito ao atual líder do Foo Fighters que Kurt Cobain não gostava do estilo de Dave tocar bateria.

Segundo o livro, Kurt queria que Dave tocasse mais como Dan Peters, baterista do Mudhoney, que tocou brevemente com o Nirvana antes da chegada de Grohl.

O baterista teria ficado furioso com a notícia, a essa altura já ressentido com outros conflitos internos que abalavam a relação do trio. Dave então teria ligado para Alex McLeod, empresário do Nirvana, pedindo para sair da banda.

“Eu só quero tocar, p***a. Não quero lidar com essa loucura toda”, disse Grohl ao empresário, que consegiu acalmá-lo antes de a decisão se tornar definitiva.

O livro sai nesta quinta-feira na Inglaterra, e somente em novembro nos Estados Unidos. Em seu twitter pessoal, o autor Paul Brannigan confirmou que haverá uma edição brasileira, mas não fez previsões quanto à data de lançamento.