The Smiths
 

Você provavelmente já deve ter lido sobre o escândalo recente envolvendo um vazamento de dados de mais de 50 milhões de usuários do Facebook.

A Cambridge Analytica, empresa de análise de dados responsável pelo “vazamento”, revelou que inspirou sua estratégia baseada em um estudo feito pelas universidade de Cambridge e Stanford que analisou o comportamento de milhares de usuários da rede em 2015.

O estudo usou um aplicativo do Facebook chamado myPersonality, um questionário com 100 perguntas que avaliou características psicológicas de mais de 70 mil usuários e de suas respectivas listas de amigos adicionados em tópicos que variam desde seu neuroticismo à sua extroversão — e relacionava os resultados obtidos às páginas que a pessoa “curtia” em seu perfil.

O resultado foi, no mínimo, interessante. O estudo concluiu que as pessoas “mais neuróticas” gostavam de The Smiths, Placebo, Bring Me The Horizon, Marilyn Manson e Escape the Fate.

Além disso, as pessoas mais “abertas” curtiam as páginas de artistas como Tom Waits e Björk, enquanto as mais extrovertidas gostavam de Gucci Mane e Waka Flocka Flame.

Ao mesmo tempo, Placebo e Manson também apareceram nas listas das pessoas “menos agradáveis” ao lado de bandas como Rammstein e Judas Priest.

O curioso é que nenhum músico apareceu na lista de pessoas “menos neuróticas” — somente tópicos relacionados a esportes estavam presentes, como ESPN, Derrick Rose, Miami Heat e outros.

Uma análise mais completa do estudo pode ser vista através do artigo original do The New York Times clicando aqui.

 
Compartilhar