Fãs de The Smiths são mais “neuróticos”, diz novo estudo

Um estudo relacionou as "curtidas" de um usuário do Facebook com suas características psicológicas

The Smiths
 

Você provavelmente já deve ter lido sobre o escândalo recente envolvendo um vazamento de dados de mais de 50 milhões de usuários do Facebook.

A Cambridge Analytica, empresa de análise de dados responsável pelo “vazamento”, revelou que inspirou sua estratégia baseada em um estudo feito pelas universidade de Cambridge e Stanford que analisou o comportamento de milhares de usuários da rede em 2015.

O estudo usou um aplicativo do Facebook chamado myPersonality, um questionário com 100 perguntas que avaliou características psicológicas de mais de 70 mil usuários e de suas respectivas listas de amigos adicionados em tópicos que variam desde seu neuroticismo à sua extroversão — e relacionava os resultados obtidos às páginas que a pessoa “curtia” em seu perfil.

O resultado foi, no mínimo, interessante. O estudo concluiu que as pessoas “mais neuróticas” gostavam de The Smiths, Placebo, Bring Me The Horizon, Marilyn Manson e Escape the Fate.

Além disso, as pessoas mais “abertas” curtiam as páginas de artistas como Tom Waits e Björk, enquanto as mais extrovertidas gostavam de Gucci Mane e Waka Flocka Flame.

Ao mesmo tempo, Placebo e Manson também apareceram nas listas das pessoas “menos agradáveis” ao lado de bandas como Rammstein e Judas Priest.

O curioso é que nenhum músico apareceu na lista de pessoas “menos neuróticas” — somente tópicos relacionados a esportes estavam presentes, como ESPN, Derrick Rose, Miami Heat e outros.

Uma análise mais completa do estudo pode ser vista através do artigo original do The New York Times clicando aqui.

Compartilhar

Comentários