Estudo identifica quem são os maiores fãs de “Creep”, do Radiohead

A pesquisa aponta que nos apegamos mais a canções que escutamos no início da adolescência

Foto: Reprodução/YouTube
  

Ao que tudo indica, “Creep”, do Radiohead, tem uma fanbase majoritariamente composta por homens de 38 anos.

Isso é o que diz o estudo de Seth Stephens-Davidowitz, publicado no The New York Times e que tenta descobrir quais são os gêneros e faixas etárias que mais consomem certas canções. Segundo Davidowitz, a pesquisa foi inspirada por uma briga que teve com seu irmão, que não gosta de “Born To Run”, de Bruce Springsteen — enquanto ele a ama.

Seth declarou:

Achei que as informações pudessem esclarecer para mim o motivo pelo qual eu e meu irmão nunca concordamos sobre música. Em particular, eu queria ver até onde o ano em que nascemos influencia no que escutamos, até onde diferentes gerações estão propensas a discordar sobre música.

O estudo, apesar de sua motivação, é extremamente interessante. Os dados mostram que mulheres geralmente gostam mais daquilo que ouviram aos 13 anos, enquanto os homens se apegam mais ao que ouviram aos 14. Isso explica, por exemplo, porque homens de 38 anos curtem “Creep” — a canção do Radiohead foi lançada em 1993, quando eles eram adolescentes. Da mesma forma, “Just Like Heaven”, canção de 1987 do The Cure, é mais popular entre mulheres de 41 anos de idade.

Stephens-Davidowitz conclui seu estudo dizendo que, na maioria das vezes, o ser humano vai se apegar mais ao que ouviu no início de sua adolescência. Faz sentido, não?

Confira a pesquisa completa (em inglês) clicando aqui.

 
Compartilhar

Comentários