Um lugar silencioso
Crédito: Divulgação

Desde sua estreia em 2018, a franquia Um Lugar Silencioso conquistou um lugar de destaque no gênero de terror, com boa recepção tanto do público quanto dos críticos. O mais recente lançamento, Um Lugar Silencioso: Dia Um, atualmente em cartaz, confirma o apelo da série e consolida seu status como uma das franquias mais bem-sucedidas do cinema de horror dos últimos anos.

A série de filmes acompanha inicialmente a saga da família Abbott em um mundo pós-apocalíptico dominado por criaturas monstruosas sensíveis ao som. No primeiro longa, Um Lugar Silencioso (2018), eles lutam para sobreviver em silêncio enquanto lidam com a perda de um filho e a gravidez de Evelyn. 

No segundo filme, Um Lugar Silencioso – Parte II (2021), são obrigados a se aventurar além da zona de segurança e descobrem que outros sobreviventes também existem. Já no terceiro filme, a proposta se volta para o dia da chegada dessas criaturas misteriosas à Terra. O novo longa acompanha uma mulher que luta pela sobrevivência durante a invasão alienígena em Nova York.

Com três filmes que somam quase meio bilhão de dólares em arrecadação mundial, Um Lugar Silencioso continua a atrair espectadores graças a uma combinação de elementos que vão além dos sustos tradicionais. O TMDQA! separou pelo menos cinco motivos (e nenhum spoiler!) para te explicar por que essa franquia se tornou um verdadeiro fenômeno no mundo do terror.

Continua após o vídeo

5 motivos pelos quais Um Lugar Silencioso é um sucesso

1. Conceito inovador

O primeiro grande diferencial de Um Lugar Silencioso é seu mote: uma sociedade onde o silêncio é a chave para a sobrevivência. A premissa de que qualquer som pode atrair criaturas mortais cria uma atmosfera de tensão constante que prende a atenção do público do início ao fim.

Claro que o silêncio sempre foi um elemento importante dos filmes de terror e suspense, mas em geral ele ganha protagonismo apenas em algumas cenas específicas. Essa abordagem destaca-se em um mercado saturado por clichês de terror, oferecendo uma experiência que desafia os espectadores a imergir completamente na história.

Continua após o vídeo

Além disso, o silêncio como elemento central exige um uso criativo de som e design de produção, elevando o nível técnico do filme. A ausência de diálogos extensos também força uma atuação mais expressiva dos atores, adicionando profundidade emocional às personagens e fazendo com que o público se importe genuinamente com seu destino.

2. Fortes valores familiares

Ao contrário de franquias de terror que focam apenas em sustos e violência, Um Lugar Silencioso se destaca por suas fortes temáticas familiares. A luta dos protagonistas para proteger seus filhos em um mundo pós-apocalíptico os conecta profundamente com o público. A narrativa de sacrifício, amor e resiliência adiciona uma camada emocional que enriquece a experiência do filme.

Continua após o vídeo

John Krasinski, que dirigiu e estrelou o primeiro filme ao lado de sua esposa, Emily Blunt, trouxe uma autenticidade às relações familiares retratadas na tela. Essa ênfase nos laços familiares humaniza os personagens e também cria um contraponto poderoso à ameaça constante das criaturas, tornando a história ainda mais impactante.

3. Desenvolvimento de personagens e expansão do universo

O sucesso da franquia também pode ser atribuído ao desenvolvimento consistente de personagens e à expansão gradual de seu universo. Cada filme apresenta novas camadas e profundidade aos personagens, permitindo que o público se conecte e se importe com suas jornadas e desafios.

Além disso, a franquia introduz novos elementos e cenários sem perder o foco na premissa original. O terceiro filme, Um Lugar Silencioso: Dia Um, oferece uma perspectiva inédita sobre a origem das criaturas e o início do apocalipse, proporcionando um contexto mais amplo e detalhado. Essa abordagem mantém o interesse dos espectadores e atrai novos fãs ao explorar diferentes aspectos da história e do mundo fictício criado.

4. Elenco e direção

O talento envolvido na franquia é um de seus principais ingredientes. A atuação de Emily Blunt, John Krasinski e, mais recentemente, Lupita Nyong’o e Joseph Quinn, elevou a qualidade dos filmes. Krasinski, além de atuar, mostrou-se um diretor habilidoso, capaz de criar tensão e emoção de maneira eficaz. 

A direção de Michael Sarnoski em Um Lugar Silencioso: Dia Um manteve o padrão elevado, trazendo uma nova perspectiva enquanto respeitava a visão original de Krasinski.

5. Terror e Sci-Fi

Um Lugar Silencioso se destaca por seu equilíbrio entre elementos de terror e ficção científica. Enquanto as criaturas alienígenas e o cenário pós-apocalíptico proporcionam a base para sustos intensos, a franquia também explora temas de sobrevivência, adaptação e humanidade. Essa balança permite que os filmes atraiam tanto fãs de terror quanto entusiastas de ficção científica, ampliando seu apelo e garantindo uma base de espectadores diversificada.

Continua após o vídeo

O sucesso de bilheteria e a recepção crítica dos três filmes demonstram que a fórmula da franquia deu certo. Um Lugar Silencioso não apenas oferece entretenimento, mas também instiga reflexões sobre a natureza humana e nossa capacidade de adaptação em face do perigo extremo.

Agora, com Um Lugar Silencioso: Dia Um, a franquia continua mostrando sua força em uma era em que gêneros como terror e suspense seguem se reinventando. Suas notas em agregadores de resenhas, como o Rotten Tomatoes, comprovam a aprovação do público: a média mais baixa é de 86% de aprovação entre os três filmes. Nada mal para histórias em que quase tudo acontece na troca de olhares.

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! BRASIL

Música brasileira de primeira: MPB, Indie, Rock Nacional, Rap e mais: o melhor das bandas e artistas brasileiros na Playlist TMDQA! Brasil para você ouvir e conhecer agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!