10 clipes musicais inovadores que revolucionaram a indústria

De Michael Jackson a OK Go, descubra 10 videoclipes inovadores que redefiniram a indústria musical com suas visões criativas e impacto permanente.

A-Ha e White Stripes
A-Ha e White Stripes

Os videoclipes são muito mais do que apenas uma maneira de promover músicas – eles são uma verdadeira forma de arte que combina som, narrativa e visuais para criar experiências únicas.

Desde que surgiram, eles têm o poder de capturar a imaginação e influenciar a cultura pop de maneiras surpreendentes. Alguns clipes, no entanto, vão além do simples entretenimento e deixam uma marca duradoura na indústria musical, redefinindo o que é possível fazer e abrindo caminho para novos artistas.

De clássicos dos anos 80 que estabeleceram novos padrões, passando por obras dos anos 90 que exploraram novos territórios artísticos e indo até vídeos mais recentes que abordam questões sociais e culturais de forma poderosa, esta lista celebra a genialidade e a ousadia dos artistas e diretores que transformaram o videoclipe em uma forma de arte por si só.

Prepare-se para revisitar alguns dos clipes mais inovadores e influentes da história da música!

1. Michael Jackson – “Thriller” (1983)

Direção: John Landis

Considerado o clipe mais icônico de todos os tempos, “Thriller” é um curta-metragem de terror completo com coreografias complexas e efeitos especiais impressionantes. Ele redefiniu os padrões para os videoclipes de grande orçamento, transformando-os em eventos cinematográficos. A narrativa, os figurinos e a produção foram além do que se esperava de um vídeo musical na época.

 

2. Madonna – “Like a Prayer” (1989)

Direção: Mary Lambert

Conhecido por sua temática religiosa controversa e imagens poderosas, este clipe gerou debates sobre a liberdade artística e o papel da religião na cultura pop. Madonna utilizou simbolismo religioso e questões raciais para criar uma obra visual que provocou tanto fascínio quanto polêmica, solidificando seu status como uma artista que desafia normas culturais.

 

3. Peter Gabriel – “Sledgehammer” (1986)

Direção: Stephen R. Johnson

Este clipe é um exemplo brilhante de criatividade e inovação técnica, utilizando animação stop-motion, claymation e outras técnicas de efeitos especiais para criar um espetáculo visual único. “Sledgehammer” ganhou nove MTV Video Music Awards, um recorde até hoje, e é frequentemente citado como um dos clipes mais influentes de todos os tempos.

 

4. a-ha – “Take On Me” (1985)

Direção: Steve Barron

Combinando live-action com animação rotoscópica, este clipe criou um efeito visual que parecia uma história em quadrinhos ganhando vida. A narrativa romântica e a inovação técnica fizeram de “Take On Me” um marco na história dos videoclipes, conquistando seu  lugar na cultura pop.

 

5. Beyoncé – “Single Ladies (Put a Ring on It)” (2008)

Direção: Jake Nava

Apesar de sua simplicidade aparente, este clipe é uma obra-prima de coreografia e direção. Filmado em um plano-sequência preto e branco, o vídeo se tornou viral graças à sua coreografia cativante e à performance energética de Beyoncé, influenciando inúmeros vídeos e performances subsequentes.

I Am... Sasha Fierce (Deluxe Edition) [CD]
  • Artista: Beyoncé
  • Pop Int
  • CD Internacional

 

6. OK Go – “Here It Goes Again” (2006)

Direção: Trish Sie

Conhecido como o “clipe das esteiras”, este vídeo mostra a banda realizando uma coreografia sincronizada em esteiras ergométricas. A originalidade e a execução técnica impecável tornaram o clipe um fenômeno viral, demonstrando o poder da criatividade e do baixo orçamento nos videoclipes.

 

7. Radiohead – “Just” (1995)

Direção: Jamie Thraves

Este clipe é conhecido por sua narrativa intrigante e final enigmático, onde um homem misterioso deitado na calçada desperta a curiosidade dos transeuntes. A ambiguidade e o suspense mantêm o público engajado, incentivando debates sobre o significado do vídeo.

 

8. Childish Gambino – “This Is America” (2018)

Direção: Hiro Murai

Com uma coreografia impactante e simbolismo profundo, este clipe aborda questões sociais e políticas, incluindo violência armada e racismo nos Estados Unidos. A intensidade das imagens e a mensagem poderosa transformaram “This Is America” em um fenômeno cultural e político.

 

9. Lady Gaga – “Bad Romance” (2009)

Direção: Francis Lawrence

Um clipe visualmente deslumbrante que combina moda, dança e narrativa, solidificando Lady Gaga como um ícone inovador da música e do estilo. O vídeo é um espetáculo de alta costura e performance teatral, com uma narrativa que explora temas de poder, submissão e desejo.

 

10. The White Stripes – “Fell in Love with a Girl” (2002)

Direção: Michel Gondry

Utilizando animação em stop-motion com peças de Lego, este clipe destacou-se pela sua criatividade e execução técnica impecável. A simplicidade e a inovação visual fizeram de “Fell in Love with a Girl” um marco na história dos videoclipes, mostrando como ideias simples podem ter um grande impacto.