Blur inclui músicas raras no repertório do show do Primavra Sound de Barcelona; confira
Reprodução/YouTube

Se tem algo que podemos dizer que Damon Albarn tem feito ao longo dos seus 35 anos de carreira é experimentar.

O astro britânico é conhecido por liderar diversos projetos musicais e, em cada um deles, o artista demonstra diferentes lados de sua habilidade enquanto cantor, compositor, multi-instrumentista e produtor.

Pensando nos principais trabalhos de Damon, quando falamos do Blur lembramos da banda que é considerada uma das mais influentes do Britpop; já com o grupo virtual Gorillaz, Albarn teve a oportunidade de trabalhar com alguns de seus heróis musicais e se aventurar nas experimentações sonoras repletas de sintetizadores. E, em sua carreira solo, o músico apostou em um ar mais melancólico e reflexivo.

A versatilidade de Damon Albarn

Ao longo dos anos de sua carreira, Damon demonstrou que, assim como em seus trabalhos, seu gosto musical também costuma ser bastante versátil.

Em 2015, o cantor revelou que The Poet de Bobby Womack era um dos seus três discos favoritos de todos os tempos. Albarn trabalhou com o saudoso artista em três faixas do Gorillaz e ainda teve o prazer de co-produzir o último disco de Womack, The Bravest Man On The Universe, de 2012. Sobre incluir uma de suas obras na lista de álbuns que marcaram sua vida, ele disse (via Far Out):

Eu poderia ter escolhido três ou quatro de Bobby. Discos que sempre me matam. Junto com Tony Allen, ele é uma das maiores inspirações da minha vida musical.

Quem também foi incluído na seleção do artista britânico foi William Onyeabor com seu compilado de 2013 World Psychedelic Classics 5: Who is William Onyeabor?. O artista era um dos representantes do Funk nigeriano e lançou oito discos de forma independente entre 1977 e 1985 antes de se dedicar ao cristianismo e abandonar sua vida na música:

Quanto mais aprendo sobre esse homem, mais ele se torna um enigma, mas não consigo pensar em algo mais alegre do que ‘Fantastic Man’ [música de William].

Vocalista quase colaborou com David Bowie

Por último mas não menos importante, Damon Albarn também revelou toda a sua admiração pelo lendário e saudoso David Bowie ao citar o álbum Low, da trilogia de Berlim:

O som de David e Brian absorvendo o Punk e depois levando-o para Berlim para produzir um disco futurista, bem na linha de frente da Guerra Fria.

Em 2021, aliás, o fundador do Gorillaz revelou ao The Scotland Herald sua decepção em não ter materializado um álbum que chegou a ser discutido com Bowie:

David Bowie pediu que eu e Ray Davies fizéssemos um álbum com ele. Na verdade, era uma coisa séria que íamos fazer. Ele me convocou quando estava tocando na Suíça para o labirinto de seus bastidores e eu fui vê-lo e ele disse: ‘Bem, vamos fazer isso, mas se esta turnê continuar indo tão bem quanto está então continuarei em turnê.’

Uma pena que nunca tenha se concretizado essa parceria! Logo abaixo, você pode conferir os três discos citados por Damon Albarn.

Os 3 discos preferidos de Damon Albarn

Bobby Womack – The Poet

William Onyeabor – World Psychedelic Classics 5: Who is William Onyeabor?

David Bowie – Low

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! BRASIL

Música brasileira de primeira: MPB, Indie, Rock Nacional, Rap e mais: o melhor das bandas e artistas brasileiros na Playlist TMDQA! Brasil para você ouvir e conhecer agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!