Scott Weiland, Stone Temple Pilots
Foto: Wikimedia Commons

Se você pensa que Scott Weiland nos deixou em 2015 aos 48 anos vítima de uma overdose, não é bem por aí. Pelo menos é o que garante a viúva do vocalista original do Stone Temple Pilots, Jamie Wachtel Weiland.

Embora os relatórios toxicológicos tenham determinado que o saudoso cantor morreu devido a uma overdose acidental, Jamie contestou a afirmação durante participação recente no podcast Appetite for Distortion.

Ao falar sobre a morte de Weiland, a viúva confirmou que o artista ainda se envolvia com drogas na época de seu falecimento, mas destacou que a causa da morte não teria sido exatamente por overdose (via Loudwire):

Eu sinto que quando ele morreu, todo mundo estava meio que, ‘Isso é trágico, mas, é claro, ele teve uma overdose’, mas ele não teve uma overdose. Ele não teve. Por ele ter  drogas em seu sistema, o legista teve que considerar uma overdose.

A verdade é que Scott morreu porque a artéria principal de seu ventrículo esquerdo estava 95% bloqueada. Isso veio de dez anos de uso de heroína, de uma vida adulta inteira de fumar um cigarro atrás do outro. Seu coração parou. Ele tinha vestígios de drogas em seu sistema? Ele tinha. Eu sabia que ele estava usando? Não, não sabia, porque ele mentiu para mim, porque eu o havia pego antes e sempre seria uma briga enorme e eu ficaria furiosa com ele.

Me lembro até de conversar com o legista em Minnesota quando tudo aconteceu e dizer, tipo, ‘Como ele pôde mentir para mim sobre isso de novo?’ E o legista foi tão gentil e disse: ‘Acho que ele realmente não queria desapontar você.’ Mas, sim, eu realmente quero esclarecer, isso não foi uma overdose – não foi. Ele não estava usando heroína. Seu coração parou porque seu coração sofreu muitos abusos por causa do uso anterior de drogas em sua vida e fumar e beber muito.

Faz sentido, né?

Viúva de Scott Weiland relembra morte do vocalista

Ainda na entrevista, a viúva de Scott fez questão de ressaltar que sempre ficou ao lado do marido:

As pessoas podem dizer o que quiserem sobre as coisas que eu fiz ou deixei de fazer. Mas a verdade é que eu mesma fiz todo o trabalho pesado com ele.

Ouça o episódio na íntegra logo abaixo!

LEIA TAMBÉM: “Purple”: há 30 anos, Stone Temple Pilots lançava um dos discos mais ousados do Grunge e mostrava inspiração na Bossa Nova

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! BRASIL

Música brasileira de primeira: MPB, Indie, Rock Nacional, Rap e mais: o melhor das bandas e artistas brasileiros na Playlist TMDQA! Brasil para você ouvir e conhecer agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!