Serj Tankian pede ao Imagine Dragons que não se apresente no Azerbaijão
Divulgação | Crédito: Diego Castanho

Recentemente, Serj Tankian fez duras críticas ao Imagine Dragons ao relembrar de um pedido feito ao grupo que foi totalmente ignorado pela banda liderada por Dan Reynolds.

No ano passado, depois que foi anunciado que o Imagine Dragons iria realizar um show na capital do Azerbaijão, Baku, o vocalista do System Of A Down, grupo com integrantes que têm ascendência armênia, enviou uma carta pessoal à banda pedindo para que eles reconsiderassem fazer o show em Baku, argumentando que aquilo poderia “ajudar a encobrir a imagem do regime ditatorial”.

O local citado por Tankian é alvo de disputa internacional entre a Armênia e o Azerbaijão e, mesmo que a região seja reconhecida internacionalmente como parte do Azerbaijão, ela abriga cerca de 120 mil armênios étnicos.

Na época em que Tankian enviou a carta ao Imagine Dragons, a AP News informou que um antigo procurador-chefe do Tribunal Penal Internacional chegou a alertar que o Azerbaijão estava preparando um genocídio em grande escala contra os armênios étnicos na região de Nagorno-Karabakh, que inclusive inspirou as músicas mais recentes do SOAD (relembre ao final da matéria).

Serj Tankian faz duras críticas ao Imagine Dragons

Agora, cerca de um ano depois de Serj Tankian ter feito o pedido ao grupo, o vocalista voltou a se manifestar sobre o Imagine Dragons e admitiu que ficou extremamente desapontado com a maneira como a banda lidou com a situação:

Olha, eu não sou um juiz que diz às bandas onde tocar ou onde não tocar. Você tem outros artistas tocando em reinos muito questionáveis, administrados por uma pessoa, onde as pessoas não têm muitos direitos humanos, e eu entendo que eles estão fazendo isso por dinheiro, que são artistas, que estão entretendo, tudo isso.

Mas quando há um governo que está prestes a cometer uma limpeza étnica, quando o Azerbaijão estava deixando os 120.000 armênios em Nagorno-Karabakh passar fome, e não permitia a entrada de qualquer alimento ou medicamento… sabe, como artista, se eu descobrisse isso, não há nada que me fizesse ter ido e feito aquele show. Mas alguns artistas sim. E não sei o que dizer sobre esses artistas. Não os respeito como seres humanos. Foda-se a arte deles, eles não são bons seres humanos, no que me diz respeito.

Tankian reforçou seu posicionamento e mais uma vez desprezou o trabalho do Imagine Dragons, apontando:

Se você é tão cego com relação à justiça a ponto de ir fazer um show em um país que está causando fome em outro país, ilegalmente, de acordo com o Tribunal Internacional de Justiça, de acordo com o que a Anistia Internacional está dizendo, o que a Human Rights Watch está dizendo… Se você ainda vai tocar naquele país, não sei o que dizer sobre você como um maldito ser humano. Eu nem me importo com sua música. Se você é um ser humano ruim, eu não dou a mínima. Então é aí que estou com isso. Não tenho nenhum respeito por esses caras.

Em 2020, como citamos acima, a disputa por Nagorno-Karabakh incentivou o System Of A Down a lançar suas primeiras músicas inéditas desde os discos Mezmerize e Hypnotize, de 2005.

As canções “Protect the Land” e “Genocidal Humanoidz”, que você pode ouvir aqui ou logo abaixo, serviram para arrecadar fundos e prestar auxílio aos moradores da região.

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! BRASIL

Música brasileira de primeira: MPB, Indie, Rock Nacional, Rap e mais: o melhor das bandas e artistas brasileiros na Playlist TMDQA! Brasil para você ouvir e conhecer agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!