Os 20 discos preferidos de Serj Tankian, do System Of A Down

Confira os 20 discos mencionados como preferidos por Serj Tankian, líder do System Of A Down, ao longo de sua carreira, provando seu amplo gosto musical.

Serj Tankian com o System Of A Down em 2017
Foto de Serj Tankian via Shutterstock

Serj Tankian, dono de uma voz inconfundível, deixou evidente em seus trabalhos com o System Of A Down e também como artista solo a influência de um amplo gosto musical.

Provando o que tornou sua musicalidade tão abrangente, o músico compartilhou ao longo de sua carreira diversas bandas e artistas que fazem parte de suas referências, incluindo nomes que vão desde o Heavy Metal até o Reggae e o Jazz.

Para fazer um compilado com alguns desses artistas que marcaram a vida de Serj, a Far Out reuniu no ano passado respostas de duas entrevistas realizadas por Serj, num intervalo de 17 anos, em que ele menciona alguns dos seus discos preferidos.

Discos que marcaram a vida de Serj Tankian

Na entrevista mais recente, que foi realizada com a Metal Hammer em 2020, um dos álbuns mencionados pelo integrante do SOAD foi a trilha sonora de Embalos de Sábado à Noite, filme de 1977, como um dos primeiros discos que ele se lembra de ter comprado:

Rick James, ou possivelmente ABBA, ou os Bee Gees, ‘Embalos de Sábado à Noite’! Eu tinha 14 ou 15 anos e consegui uma assinatura da Columbia House, através da qual você poderia obter seis discos de graça se comprasse um disco por ano. Encomendei cinco ou seis discos, e esses foram os primeiros que comprei sozinho.

Outro trabalho mencionado por Tankian foi o terceiro disco de estúdio do Slayer, Reign in Blood, lançado em 1986. Sobre a obra que escolheria para apresentar o Metal a uma criança, ele disse:

Eu escolheria Slayer – ‘Reign In Blood’ provavelmente porque acho que o significado histórico do Slayer como banda é muito interessante. Eles se abriram muito para o Death e o Black metal.

Já em relação a um disco que ele considera que a banda se arriscou e conseguiu ter um retorno de sucesso, Serj escolheu Kid A, do Radiohead, explicando:

Os artistas não assumem riscos suficientes. Eu sempre digo: ‘Não somos cirurgiões; ninguém vai morrer na mesa de operação, então vá em frente’. O Radiohead se arriscou com a transição de ‘OK Computer’ para ‘Kid A’. Foi um grande passo para eles. Lembro-me de todos os meus amigos do Rock dizendo: ‘Argh, não gosto disso!’, mas agora, olhando para trás, você pode realmente ver que o Radiohead cresceu com aquele álbum.

Vocalista do System Of A Down já havia montado lista em 2003

Os discos citados acima foram apenas alguns da extensa lista que o músico compartilhou em 2020. Em 2003, ao conversar com a Spin, Serj Tankian também revelou outras grandes obras que marcaram sua vida.

Um dos discos mencionados pelo líder do SOAD naquela ocasião foi Revolver, dos Beatles, banda da qual ele se declara um verdadeiro admirador. Sobre o disco de 1966, ele apontou:

Sou um grande fã dos Beatles, mas só comecei a gostar deles quando adulto. Aos 20 anos, eu ouvia os Beatles igual louco e acabei comprando todos os álbuns. Percebi que tinha ouvido todas as músicas quando criança, mas nunca soube que eram dos Beatles. Musicalmente, os Beatles são tão universais quanto a música pode ser.

‘Revolver’ foi onde eles começaram a se transformar em algo completamente único. Mas eu amo todos os discos – ‘Sgt. Pepper’s [Lonely Hearts Club Band]’, ‘Let It Be’, ‘The White Album’, tudo. ‘Revolver’ é um bom lugar para começar porque é uma boa ponte entre os primeiros e os últimos Beatles.

Entre as escolhas de Serj também estava um clássico do Metal Alternativo: Angel Dust, lançado pelo Faith No More em 1992. O cantor explicou que aquele foi um dos primeiros trabalhos de Hard Rock que ele ouviu e por isso merecia um lugar em sua lista, e a influência de Mike Patton e companhia é inegável para quem conhece o trabalho do SOAD.

Confira a seguir a lista completa com os 20 discos mencionados por Serj Tankian como seus preferidos!

Os discos preferidos de Serj Tankian

Vários Artistas – Trilha sonora de “Embalos de Sábado à Noite” (1977)

Earth, Wind & Fire – I Am (1979)

Ennio Morricone – Trilha sonora de “Três Homens em Conflito” (1996)

Metallica – …And Justice For All (1988)

Miles Davis – Decoy (1984)

Depeche Mode – Greatest Hits (1987)

Slayer – Reign In Blood (1986)

Khatchadour Tankian – Inchbes Moranank (2010)

Radiohead – Kid A (2000)

The Beatles – Revolver (1966)

The Cure – Pornography (1982)

The Birthday Party – Prayers on Fire (1981)

The Sisters of Mercy – First and Last and Always (1985)

Faith No More – Angel Dust (1992)

Korn – Korn (1994)

Sonic Youth – Evol (1986)

Tom Waits – Alice (2002)

David Bowie – Low (1977)

The Mothers of Invention – We’re Only in It for the Money (1967)

Bob Marley and the Wailers – Legend (1984)