DJ brasileiro anda por horas na lama para deixar o Burning Man
Crédito: reprodução

Quem pensa no Burning Man, festival de artes e música eletrônica que acontece no deserto de Nevada, nos Estados Unidos, lembra automaticamente das luzes neon e das estruturas móveis gigantes e imponentes que impressionam a todos nós.

No entanto, neste ano, o evento foi um verdadeiro pesadelo para o público por causa das fortes chuvas que transformaram o local em um parque de lamaçal e pouca visibilidade que faria qualquer um lembrar de algum filme pós-apocalíptico.

Quem estava lá e relatou os terríveis momentos que passou foi o DJ brasileiro Lukas Ruiz, conhecido como Vintage Culture. Um dos maiores nomes da música eletrônica do país, ele revelou que não esperava o temporal que atingiu o Burning Man e contou na internet que caminhou por duas horas na lama no domingo (3) até conseguir carona para deixar o lugar.

Em seu relato, Vintage também destacou que os participantes não estavam com o “espírito” do festival, já que muitas pessoas se negaram a deixar o músico entrar em seus veículos para ir embora diante do caos instalado.

Vintage Culture fala sobre experiência para sair do Burning Man

Em entrevista ao G1, Lukas, que tinha seis apresentações previstas no evento, revelou que o cenário devastador encontrado por todos era inédito e que viajou na caçamba de carga de uma caminhonete (via G1):

Na história do Burning Man nunca havia chovido tanto e, a julgar pelo céu de domingo, a chuva poderia começar novamente a qualquer momento. Os organizadores do Burning Man fecharam as estradas. Eles são uma equipe fantástica e bem preparada, mas ninguém esperava tanta chuva no deserto. Caminhamos por horas na lama. Ajudamos pessoas ao longo da jornada e eles também nos ajudaram. Finalmente chegamos a uma estrada pública. Um desconhecido que passava em seu caminhão nos pegou e nos deixou andar na caçamba da carga.

O sul-mato-grossense explicou que decidiu cruzar o deserto de lama a pé, em vez de esperar o tempo melhorar, por conta de uma outra agenda que tinha em Chicago:

Eu tinha que estar em Chicago na noite de domingo para um grande festival. Minha equipe e eu tomamos a difícil decisão de cruzar o deserto de Black Rock a pé. Ainda não consigo acreditar que chegamos a Chicago para o show. Foi uma experiência que sempre vou lembrar.

A gente nem consegue imaginar por aqui o desespero!

Burning Man virou parque de lama por causa do mau tempo

Ainda de acordo com o G1, os organizadores afirmaram que a morte de um homem que participava do Burning Man, registrada na sexta-feira (1), não teve relação com o temporal.

Sobre o óbito, a organização disse que os serviços de emergência foram chamados para socorrer o participante, que teria cerca de 40 anos, mas não houve sucesso na tentativa de reanimá-lo. A delegacia local investiga o caso.

Confira a seguir o relato do DJ brasileiro, assim como imagens dos dias caóticos no Burning Man.

@angiepeacockmsw

Burning Man is now Flooded Man. #burningman2023 #burningman #blackrockcity #fyp #nomad #vanlife

♬ original sound – Angie Peacock, MSW, CPC

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! METAL

Nu Metal, Metalcore, Heavy Metal, Thrash e muito mais: todo peso das guitarras aparece na Playlist TMDQA! Metal para você ouvir clássicos e conhecer novas bandas agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!