Slipknot no clipe de Psychosocial
Reprodução/YouTube

No final de 2022, o Slipknot fez mais uma passagem pelo Brasil e a bem-sucedida turnê mundial provou que a banda segue em alta com seu público.

Não à toa, o grupo liderado por Corey Taylor tem grandes números em seu canal oficial no YouTube, que já acumula quase 8 milhões de inscritos.

Entre clipes oficiais, vídeos ao vivo e registros de áudio, o material disponibilizado por lá foi reproduzido mais de 4,4 bilhões de vezes, como informou a Loudersound.

O veículo aproveitou, então, para listar os dez clipes mais vistos do Slipknot na plataforma de streaming de vídeos do Google. Confira a seguir!

10. “Sulfur”

O clipe de “Sulfur”, de 2009, foi codirigido por Clown e PR Brown em Los Angeles, antes dos dois últimos shows da banda na turnê mundial do disco All Hope is Gone. Este, inclusive, foi o último vídeo a apresentar o falecido baixista Paul Gray e o baterista Joey Jordison. Até agora, o registro soma 116 milhões de visualizações no YouTube.

9. “Killpop”

Retirado do álbum .5: The Gray Chapter, este clipe dirigido por M. Shawn Crahan foi filmado em uma casa abandonada. Nas cenas, a banda se apresenta enquanto duas mulheres com pintura facial aparecem e dançam ao redor das ruínas.

O vídeo – agora visto 122 milhões de vezes – apresenta as estrelas das redes sociais Shauna e Shannon Baker, também conhecidas como The Baker Twins.

8. “Unsainted”

O single principal de seu álbum de 2019, We Are Not Your Kind, começa com uma cena protagonizada por uma mulher idosa interpretada por Iris Karina.

Corey Taylor sai de uma igreja para descobrir estátuas de seus companheiros de banda, apenas para incendiar sua própria imagem de pedra. O vídeo foi assistido 122 milhões de vezes.

7. “Wait and Bleed”

A performance ao vivo foi filmada durante a apresentação do Slipknot no Ozzfest em 1999. Dirigido por Thomas Mignone, o vídeo captura o caos dos primeiros shows da banda e, até o momento, foi visto 134 milhões de vezes.

6. “Dead Memories”

O clipe de “Dead Memories” mostra na cena de abertura o prédio do Capitólio do estado de Iowa e se abre para revelar Corey sentado em seus degraus, segurando uma pá. O vídeo conceitual de alto orçamento teve 137 milhões de reproduções até agora.

5. “Snuff”

O vídeo, filmado dentro de um apartamento, apresenta participações especiais de Ashley Laurence (“Hellraiser”) e Malcolm McDowell (“Laranja Mecânica”). Corey aparece como um homem que luta para chegar a um acordo com um amor perdido. O clipe de “Snuff” soma mais de 153 milhões de visualizações.

4. “Before I Forget”

Este vídeo de 2005 foi o primeiro a apresentar a banda sem máscara, usando roupas normais. Mas o clipe não revela as identidades da banda: em vez disso, conta com closes aproximados e ângulos distorcidos para manter uma sensação de mistério. Até o momento, “Before I Forget” foi visto 253 milhões de vezes.

3. “Duality”

Retirado do álbum Vol. 3: (The Subliminal Verses), o clipe de “Duality” mostra uma multidão de fãs do Slipknot que invadem uma casa em Des Moines e a destroem por completo.

O vídeo custou cerca de US$500 mil e a família que abriu sua casa foi compensada com US$50 mil extras pelo excesso de danos causados ​​​​durante as filmagens. O vídeo teve mais de 362 milhões de reproduções.

2. “The Devil In I”

O vídeo apresenta a banda em um asilo cercado por fãs em camisas de força. Ao longo do clipe, os integrantes se machucam de várias maneiras horríveis, incluindo Mick Thomson arrancando o próprio rosto enquanto Corey Taylor se explode em uma mesa. Até agora, o registro soma 388 milhões de visualizações.

1. “Psychosocial”

O vídeo mais popular do Slipknot no YouTube é o de “Psychosocial”, que registrou 478 milhões de visualizações até Março de 2023. O clipe dirigido por Paul Brown apresenta a banda tocando fora dos estúdios Sound Farm, em Iowa, cercado pelo fogo.

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! METAL

Nu Metal, Metalcore, Heavy Metal, Thrash e muito mais: todo peso das guitarras aparece na Playlist TMDQA! Metal para você ouvir clássicos e conhecer novas bandas agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!