Max Cavalera e Iggor Cavalera (Return to Roots)-5
Foto por Stephanie Hahne/TMDQA!

Já faz muito tempo que os caminhos de Max Cavalera e do Sepultura se separaram, mas é claro que ambos continuam sendo muito ligados um ao outro, em grande parte pelos fãs que ainda sonham com uma reunião ou que tomaram partido nessa situação

Em uma entrevista recente ao Rock Mania, Max aproveitou para falar sobre o que pensa da versão atual da banda que ajudou a lançar ao mundo. Ele ressalta que não tem a intenção de “falar mal”, mas deixa bem claro que, na sua visão, “a alma do Sepultura” está com ele e com o irmão, Iggor Cavalera.

Max explica ainda que entende que a vontade dos fãs é dever o material “mais parecido com o original”, que é o que ele e o irmão podem oferecer (via Whiplash):

Essas músicas têm magia, nesses discos que a gente fez. A gente botou sangue, suor, raiva, ódio, amor e tudo nesses discos que a gente fez. Sem querer falar mal nem nada, mas as pessoas querem ouvir o mais parecido com o original, que é com o Iggor na bateria e eu nos vocais e na guitarra. Eu sei que eles continuam tocando, mas pra mim e pra maioria dos fãs não é a mesma coisa. Não é por maldade, eu não estou fazendo isso com maldade pros caras. Independentemente do que o outro Sepultura está fazendo, o que eu e o Iggor fazemos é o real, é o de verdade, é o verdadeiro Sepultura, a alma do Sepultura. O espírito do Sepultura está com a gente.

E aí, concorda? Você pode ver a entrevista na íntegra, onde Max fala sobre diversos outros assuntos, inclusive seus projetos mais recentes, logo abaixo.

Max Cavalera fala sobre o Sepultura atual

I WANNA BE TOUR

Em poucos dias o Brasil receberá uma turnê incrível com gigantes do Emo e Rock Alternativo; garanta o seu ingresso por aqui!