Alice in Chains Van Halen
Imagens: Divulgação

Quem nunca se confundiu com o calendário no fim de ano, não é mesmo? Esse clima de férias e festas fez com que Jerry Cantrell tivesse que cancelar um show de abertura do Alice in Chains para a turnê do Van Halen em 1991.

Naquele ano, a banda de Cantrell e Layne Staley estava explodindo no mundo todo graças ao seu disco de estreia, o hoje clássico Facelift (1990), especialmente com o hit “Man in the Box”, cujo clipe era um dos mais pedidos na MTV.

Foi exatamente depois de conhecer a música na TV que Sammy Hagar, do Van Halen, convidou o Alice in Chains para abrir os shows da turnê de For Unlawful Carnal Knowledge (1991), nono disco da banda de Hard Rock.

Acontece que, quando a turnê ia passar pela cidade de Memphis, nos Estados Unidos, no dia 2 de dezembro de 1991, Jerry Cantrell estava viajando com seu irmão para praticar caça esportiva.

Ele planejava retornar no dia 31 de novembro, só que… bom, novembro só tem 30 dias! Resultado: o guitarrista não conseguiu chegar a tempo em Memphis, e o Alice in Chains teve que cancelar com o Van Halen.

A história conta que, no dia seguinte, a Columbia Records, gravadora da banda Grunge, presenteou Cantrell com um bom e velho calendário. Justo, né?

Alice in Chains tocou com gigantes do Rock em 1991

Mas, calma. A turnê For Unlawful Carnal Knowledge (The F.U.C.K. Tour) foi uma das mais longas da história do Van Halen, com 99 datas incluindo o México e o Havaí, e o Alice in Chains participou de outros shows dessa viagem.

Em 1991, o grupo de Layne Staley ainda abriu apresentações de nomes como Iggy Pop, Megadeth, Slayer, Poison e Extreme, e logo iria se tornar uma das maiores sensações do Rock nos anos 90.

Confira abaixo uma reportagem da MTV americana falando sobre a turnê conjunta dessas duas lendas da música!

I WANNA BE TOUR

Em poucos dias o Brasil receberá uma turnê incrível com gigantes do Emo e Rock Alternativo; garanta o seu ingresso por aqui!