Bruce Lee
Crédito: reprodução

Um novo estudo publicado no Clinical Kidney Journal sugeriu que a morte de Bruce Lee pode ter sido causada por uma “alta ingestão crônica de líquidos”.

A lenda das artes marciais, que protagonizou clássicos do cinema como Operação Dragão (1973), faleceu no ano de lançamento do filme aos 32 anos, vítima de um edema cerebral agudo devido a uma reação aos compostos presentes em medicamentos como o Equagesic.

No entanto, o artigo escrito por um grupo de médicos nefrologistas da Universidade Autônoma de Madri indica que o tal edema cerebral foi, provavelmente, desencadeado pela hiponatremia, ou “incapacidade de excretar água suficiente para manter a homeostase da água” no corpo.

Como apontou a Consequence, Lee teria sido um candidato plausível para a condição pois os autores listaram vários fatores de risco, incluindo sua dieta rica em sucos, alta ingestão de álcool e maconha e disfunção renal anterior como resultado de lesão.

Será?

Morte de Bruce Lee e famosa frase

A causa oficial da morte de Bruce, como lembrou o veículo, foi determinada como uma hipersensibilidade ao citado Equagesic, analgésico que ele consumiu na casa de um amigo em Hong Kong após sentir dores de cabeça e tontura.

O relatório observou que Lee já havia usado o medicamento sem incidentes e estava se sentindo mal antes de tomá-lo. Porém, de acordo com relatos de testemunhas, o ator bebeu um copo d’água antes de qualquer sintoma ocorrer.

Em 2020, a famosa frase de Bruce Lee “Be water my friend” (“Seja água, meu amigo”) inspirou a música “Be Like Water”, do rapper RZA. A canção, inclusive, virou trilha sonora de um documentário sobre o falecido astro.

LEIA TAMBÉM: “Eternamente ligada”: Sophie Charlotte chora ao ver cenas do filme em que interpreta Gal Costa

TMDQA! SPOTLIGHT: assine a Newsletter oficial e gratuita do TMDQA! agora mesmo

Lançamentos da semana, Charts, textos exclusivos e muito mais: assine agora mesmo clicando aqui ou inserindo seu e-mail na caixa abaixo.

Compartilhar