Bratislava sai em turnê
Foto por Lívia Wu

A banda paulistana Bratislava irá cair na estrada para divulgar seu novo disco, o excelente Parte Do Que Vem.

Lançado em 2022, o mais recente álbum do grupo liderado por Victor Meira apresenta uma sonoridade bem mais suave do que os lançamentos anteriores do grupo, mas ainda assim celebrando estilos e gêneros musicais como Indie, Pop, Rock Alternativo e o bom e velho Rock Nacional.

Dando o pontapé inicial nessa nova fase após lockdowns e períodos mais turbulentos da pandemia, a Bratislava levará seu Indie Pop ensolarado para diversas cidades da região Sudeste em uma turnê que já começa no próximo final de semana.

Novo Disco e Turnê da Bratislava

A banda formada por Victor Meira (voz e teclado), Gustavo Franco (bateria), Zé Roberto (baixo), Jonas Andrade (guitarra) e Felipe Gonçalves (guitarra) derrubou as fronteiras de gêneros musicais e experimentou bastante em um novo álbum cheio de símbolos muito importantes.

Por exemplo, o clipe oficial de “Velhos Rituais” tem cenas gravadas à frente de casas de shows lendárias de São Paulo que foram obrigadas a fechar durante a pandemia.

Além disso, a vinheta “As Pessoas Querem uma Música Empolgante” tem uma gravação do falecido pai do vocalista Victor Meira, e em entrevista exclusiva ao TMDQA! o músico falou a respeito:

Pra achar esse áudio, eu fiz uma coisa que eu tinha muito medo de se fazer, que eu achei que seria muito difícil de se fazer.

Eu tinha salvo todos os áudios de WhatsApp dele dos últimos dois anos. E ouvir a voz da pessoa é completamente diferente e muito mais poderoso do que ver foto da pessoa, porque você sente que ela está ali falando pra você.

A sensação de realidade de um áudio é muito maior do que a de ver uma foto, né?

Então eu deixei isso aí numa caixinha e não abri por mais de um ano e meio. Mas eu já sabia que queria trazer isso pro disco de alguma forma.

Eu tirei um dia, fechei as coisas do trabalho e tudo mais. De noite eu abri a pastinha e comecei a ouvir todos os áudios, fiquei horas ouvindo todos os áudios. E pra minha surpresa foi um momento muito leve e divertido. Não cheguei nem a chorar, não foi um momento dolorido, foi um momento leve e gostoso.

Aí eu me deparei com esse áudio. O que era esse áudio: meu pai tava com uma ideia muito maluca, em Janeiro de 2020… ele cantava num quarteto de jovens, e ele tava com uma ideia de fazer uma apresentação com esse mesmo quarteto, daquela época, só que ele queria fazer num auditório gigante lá de Salvador porque ele tinha certeza que ia lotar, que as pessoas iriam estar com saudades do quarteto e tal.

Eu falei assim: “pai, é tão difícil colocar 60 pessoas na Casa do Mancha. Depois de 20 anos você não consegue lotar um auditório de 5 mil!”

E uma das coisas que ele queria era que eles tivessem uma canção nova, original, pra apresentar, e aí ele queria que eu fizesse essa composição junto com o compositor do quarteto da época.

E esse áudio é dele me explicando o que ele queria.

Continua após o vídeo

Além disso, Victor também falou sobre a nova sonoridade da banda e o processo de escrever canções mais diretas, que conversem com questões próximas das pessoas, e explicou:

O lance que acontece em banda é um respeito por quem escreve as letras, porque nem sempre é todo mundo que domina isso. Poucas vezes, na verdade.

Então muitas vezes quando o letrista vem e entrega uma parada, todo mundo só fala, ‘beleza, é isso!’, não contesta nada.

O primeiro exercício que eu pratiquei muito mais nesse disco foi de tipo, qualquer coisa que batia errado, ou alguém da banda não entendia e perguntava o que eu quis dizer, eu parava e pensava, ‘não, peraí, se aqui na banda que todo mundo tá prestando mais atenção ainda há dúvidas, vamos dar um passo pra trás.’

Mas é super difícil chegar numa equação legal de simplicidade e beleza juntos. Eu sinto que a minha trajetória como compositor tá longe de ter um lugar ideal, mas eu sinto que melhorei muito do primeiro disco até agora, no sentido de que algumas letras antigas são tão herméticas que não dá nem pra sacar sobre o que eu to falando.

‘Velhos Rituais’ é um bom exemplo. O tempo da estrofe dela era composto e dificílimo. Era quebrado, um compasso de 2 e 3 e outro compasso de 3 e 3, era uma loucura. Aí a gente simplificou e viu que a canção não precisava daqueles muros.

Ela estava ali e era muito bonita mesmo sendo mais simples, sabe?

Você pode ver as datas de turnê da Bratislava logo abaixo. Os ingressos já estão à venda.

  • 27/08 (sáb) – Val Haus, Artur Nogueira (SP)
  • 28/08 (dom) – Santa Bárbara Rock Fest 2022 (SP)
  • 01/09 (qui) – Kardume, Campinas (SP)
  • 03/09 (sáb) – Casa Laranja, Limeira (SP)
  • 17/09 (sáb) – Sala Secreta, Suzano (SP)
  • 23/09 (sex) – Motim, Rio de Janeiro (RJ)
  • 24/09 (sáb) – Maquinaria, Juiz de Fora (MG)
  • 08/10 (sáb) – Fabrique, São Paulo (SP)
  • 22/10 (sáb) – HUP, Americana (SP)

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! ALTERNATIVO

Clássicos, lançamentos, Indie, Punk, Metal e muito mais: ouça agora mesmo a Playlist TMDQA! Alternativo e siga o TMDQA! no Spotify!

 

Compartilhar