Maranhão Open Air
Imagem: Divulgação

Em 2012, um novo festival chamou a atenção de fãs de música pesada pelo line-up estrelado. O evento teria shows de Megadeth, Anthrax, Rock N’ Roll Allstars, Ratos de Porão, Andre Matos e outras 42 bandas.

O Metal Open Air teria até Charlie Sheen, de Two and a Half Men, como mestre de cerimônias. O ator chegou inclusive a gravar um vídeo convidando o público para o evento.

Os ingressos custavam até R$850, mas iria valer a pena — seriam três dias de shows divididos em três palcos com estrutura grandiosa.

Outro fator importante era a cidade: São Luís, no Maranhão, que infelizmente não costuma estar na rota das bandas internacionais. Era pra ser um dos maiores eventos das Américas naquela época. Mas não foi.

Devido a uma série de “lambanças” e atitudes de má fé dos organizadores, todas as principais atrações cancelaram suas apresentações, exceto o Megadeth. Dave Mustaine chegou a dizer que, se não fosse a sua equipe, o primeiro dia de festival não teria acontecido.

De fato, o terceiro dia de evento não aconteceu mesmo. No total, apenas 14 bandas fizeram seus shows. A estrutura prometida não poderia estar mais distante da realidade. O público presente relatou falta de banheiros e de locais para comer, insegurança e muita sujeira.

LEIA TAMBÉM: “Fyre Festival Geek”: fotos mostram primeiro dia de UcconX vazio e ex-funcionários falam em “fraude”

Em 2018, a Justiça condenou os organizadores do Metal Open Air a pagarem cerca de R$3.500 de indenização para cada consumidor prejudicado, mas o Ministério Público do Maranhão pediu a suspeição do juiz do caso, e o Tribunal de Justiça ainda não se manifestou.

Resultado: dez anos depois, quem pagou esperando o “festival dos sonhos” ainda não acordou do pesadelo.

Maranhão Open Air anunciado para novembro

Bom seria se essa história ficasse apenas na história, mas esta semana o festival ressuscitou. Bem, o nome é um pouco diferente, mas continua sendo abreviado como MOA: Maranhão Open Air.

Novos perfis do evento no Instagram e no Facebook anunciam um “festival de metal pesado” feito “de headbangers para headbangers” no Rio Poty Hotel, em São Luís, nos dias 12 e 13 de novembro.

Até havia um site oficial, mas ele saiu do ar nesta sexta-feira. Na página, era possível ler um comunicado em que a organização falava em “energia renovada” após sofrerem “acusações infundadas e perseguições”. Leia abaixo (via Whiplash):

Passados 10 anos do Metal Open Air e da conjunção de fatores que comprometeram a produção do festival, estamos de energia renovada, mesmo depois de todos os tropeços, das acusações infundadas, perseguições, difamações, pré-julgamentos e principalmente depois de prestados todos os esclarecimentos à Justiça maranhense e a sociedade em geral, temos a honra de anunciar o Maranhão Open Air – MOA. Esse é um evento idealizado sobretudo em respeito ao público headbanger e que busca reafirmar nosso compromisso com a cultura do metal pesado em suas várias vertentes musicais, cultura da qual orgulhosamente fazemos parte há décadas e acima de tudo temos consciência que entre erros e acertos trabalhamos para abrilhantar. A nossa meta nesta retomada é aproveitar as lições com os erros do passado, assumindo a responsabilidade de entregar um evento com absoluto controle, somando forças a parceiros que estão há anos com atividades proativas no cenário. De forma transparente e profissional, o que outrora foi imprecisão, hoje estamos canalizando em força de trabalho para que tudo saia conforme anunciado em dois dias do mais puro Heavy Metal, experiência e diversão.

E aí, sentiu firmeza? Nenhuma informação sobre atrações ou venda de ingressos foi dada até o momento.

AMAZON MUSIC UNLIMITED

Você pode ouvir esse e outros artistas no Amazon Music Unlimited. Clicando aqui, você ganha 3 meses para curtir o app de graça!