Leo Leomil
Foto por Lúcio Telles

O jornalista e apresentador Leo Leomil acaba de anunciar a chegada de seu novo projeto No Estúdio com Leo Leomil, que será exibido em seu canal do YouTube e terá como objetivo dar espaço a revelações da cena autoral brasileira.

Em sua primeira temporada, gravada no Estúdio Loop em São Paulo com apoio do Governo do Estado de São Paulo através do ProAC Direto, o programa contará com cinco bandas: a estreia será com o power trio Maluria mostrando seu Punk Rock e, depois, aparecem O Temporal, Tony Seu Loko, Gabis e Nikkal. O primeiro programa vai ao ar na sexta-feira, 5 de Agosto, e novos episódios serão disponibilizados a cada duas semanas.

A duração será sempre entre 20 e 25 minutos e, além dos artistas tocarem ao vivo, haverá entrevistas sobre detalhes do processo de cada um deles, incluindo carreira, métodos de composição e muito mais. Haverá, também, tradução de todas as canções exibidas em libras por meio do intérprete Ricardo Ferreira Santos, e todas as sessions serão lançadas nas plataformas digitais em formato de álbum.

Você pode conferir um teaser exclusivo do que vem por aí ao final da matéria ou clicando aqui.

No Estúdio com Leo Leomil

Em conversa exclusiva com o TMDQA!, Leo deu mais detalhes sobre as origens desse projeto:

Acho que o meu background para realizar esse projeto tem duas pernas. Minhas experiências com a música e com o jornalismo. Eu comecei a tocar bateria aos 11 ou 12 anos de idade (hoje estou com 40) e fiz parte de diversas bandas, de rock, heavy metal, jazz, pop. Sempre com amigos. Em duas bandas a ideia era profissionalizar, mas nunca deu muito certo. Era viciado em MTV nos anos 1990 e sou viciado em canais de música do Youtube (KEXP, Tiny Concert e similares). Todas essas produções são referências para mim. Também fui a muitos shows, de quase todas as bandas que gosto, festivais e frequento bares com música ao vivo. Apesar de rockeiro, também toco em bloco de carnaval há mais de 10 anos, e estou conectado à diversidade desse universo também. Sou um leitor de histórias de bandas, desde biografias oficiais a verbetes no Wikipedia. Também nunca me limitei somente ao tipo de som que gosto de ouvir. Sempre fui curioso em saber o que as outras pessoas ouvem, adoro saber como as pessoas fazem e pensam música.

Meu sonho adolescente de ser um astro do rock acabou me levando a ser jornalista. Mas eu era um jovem sem informação no começo dos anos 2000, que não deu sorte de encontrar companheiros de banda comprometidos com o desafio. Aos 19 anos, precisando entrar na faculdade, então, me perguntei o que me fazia querer ser um astro do rock. “Quero me comunicar com o mundo”, respondi a mim mesmo. Fui estudar comunicação e escolhi o jornalismo. Acertei. Amo ser jornalista. E a bateria é um lazer incrível até hoje.  Em 2014, eu criei o canal para falar das minhas bandas favoritas. Em pouco tempo, descobri muita coisa nova e fiquei impressionado com a quantidade de artistas e bandas interessantes que existiam e pouco se falava. Comecei a gravar vídeos com todo mundo que topava. Mais do que ser um vlogger, queria ser um jornalista musical.

O apresentador fala, também, sobre as referências que buscou para fazer o No Estúdio com Leo Leomil e o caminho que seguiu para encontrar as bandas e artistas escolhidos, contando ainda um pouco mais de cada um deles:

O No Estúdio com Leo Leomil é sobre bandas e artistas novos que devem ser pelo menos ouvidos uma vez pelo público. O projeto é o ápice do meu canal até aqui. A ideia veio principalmente dos canais de Youtube que fazem sessions com entrevistas, mas também tem um pouco do Programa Livre com Serginho Groisman, que eu amava assistir nos anos 1990, no SBT.  As três bandas (Maluria, O Temporal e Nikkal) e os dois artistas (Tony Seu Loko e Gabis) escolhidos para a primeira temporada estão começando no trabalho autoral agora e, mesmo sendo novos, são relevantes. Além de obras interessantes do ponto de vista artístico, com boas composições, letras, arranjos e melodias, também possuem uma atitude importante. A Maluria mostra que o rockeiro não tem cara. O Temporal é o retrato de que amigos ainda podem montar uma banda de rock. O Tony Seu Loko traz da Zona Norte toda a vontade de fazer música consciente e com qualidade mesmo com pouco recurso. O Nikkal mostra como o Brasil ainda recebe bem os imigrantes e como nossa música se funde a qualquer estilo. E o Gabis mostra que dá para dançar e ser feliz com um pop de letras políticas e provocantes.

Leo finaliza explicando que os cinco episódios serão disponibilizados em qualidade 4K, além de ressaltar a presença da interpretação em libras, legendas em inglês e espanhol e até uma versão com audiodescrição em português, tudo com o objetivo de “atingir o maior número de pessoas possível”.

A ideia é que o programa se consolide nos próximos tempos e venham ainda mais episódios em 2023. A gente torce por isso!

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! ALTERNATIVO

Clássicos, lançamentos, Indie, Punk, Metal e muito mais: ouça agora mesmo a Playlist TMDQA! Alternativo e siga o TMDQA! no Spotify!

 

Compartilhar