Drogas

Na tentativa de diminuir o uso de drogas no Reino Unido, a ministra do Interior Priti Patel anunciou recentemente um novo projeto que gerou polêmica porque pode proibir a permanência de usuários de drogas em boates, bares e outros locais e até confiscar os passaportes dessas pessoas.

A ideia surge após uma proposta semelhante feita pelo ex-primeiro-ministro Boris Johnson em Dezembro do ano passado.

Patel anunciou a repressão ao “uso de drogas da classe média” com uma nova política de três advertências. Aqueles que forem flagrados desrespeitando as regras podem ser obrigados a usar uma etiqueta eletrônica de monitoramento de drogas ou a fazer testes aleatórios de drogas.

Já para os usuários de cocaína e maconha, cursos de drogas e multas podem ser obrigatórios. Sobre o novo plano, Patel declarou (via Mixmag):

Em linha com nossa estratégia para enfrentar as consequências nocivas das drogas, pretendemos reverter a tendência crescente de uso de substâncias na sociedade, para proteger o público dos danos e da violência do uso indevido de drogas.

A proposta segue uma linha similar à de “três strikes” ou, em outras palavras, “três advertências e você está fora”.

Nova proposta de combate às drogas no Reino Unido

O governo propõe que, na primeira advertência, os infratores façam um curso de conscientização sobre drogas ou paguem uma multa fixa. Caso nenhuma dessas punições sejam cumpridas, os infratores poderão ser acusados criminalmente.

Já na segunda advertência, os usuários são avisados, solicitados a fazer um segundo curso de conscientização e vão enfrentar até três meses de testes aleatórios de drogas.

Na terceira e última advertência, os infratores serão acusados criminalmente e, dependendo do resultado da condenação, eles podem ser banidos de locais como boates e bares. Além disso, os usuários podem receber uma etiqueta de monitoramento de drogas e ter seus passaportes confiscados.

Projeto foca em “usuários de drogas ricos”

Um plano muito parecido foi esboçado por Boris Johnson com o intuito de punir os usuários de drogas da classe A. O projeto sugeria confiscar passaportes e carteiras de motorista com foco nos “usuários de drogas ricos” e também nos “fenômenos das gangues”.

No entanto, especialistas do setor observam que essas propostas podem não ter o resultado esperado, causando inclusive mais danos do que benefícios na vida noturna, onde organizações sem fins lucrativos e grupos de redução de danos, como o The Loop, estão agora em vigor para ajudar a impedir a disseminação insegura de drogas, incluindo substâncias adulteradas.

O novo plano será submetido a uma consulta de 12 semanas e seu resultado final será divulgado em Outubro.

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! ALTERNATIVO

Clássicos, lançamentos, Indie, Punk, Metal e muito mais: ouça agora mesmo a Playlist TMDQA! Alternativo e siga o TMDQA! no Spotify!

 

Compartilhar