Metallica em Moscou, 2010
Foto do Metallica via Shutterstock

A gente compreende o sentimento de descobrir uma banda, se apaixonar e querer guardar aquelas músicas num baú pessoal, pra mais ninguém ouvir, ainda que isso seja meio impossível hoje em dia, já que o consumo digital permite que um artista tenha fãs em várias partes do mundo.

Mais impossível ainda quando estamos falando de uma banda que é popular desde os anos 80, quando praticamente inventou um subgênero do rock, o thrash metal.

O uso da música “Master of Puppets” do Metallica na quarta temporada de Stranger Things incomodou os seguidores mais “radicais” da banda. Mas essa não foi a primeira vez que os fãs acusaram James Hetfield e companhia de estarem “se vendendo”.

Metallica teve um dos clipes mais pedidos da MTV nos anos 90

No Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos! especial de Dia do Rock, lembramos a história de quando “One”, clássico do disco …And Justice For All (1988), passou a ter o clipe executado na MTV e logo se tornou um dos mais pedidos da emissora.

Por mais que tenha uma discografia recheada, o Metallica não fez tantos clipes em sua carreira. Por isso, quando investiu em vídeos, a banda ficou notável por fazer um trabalho excelente. Em “One”, cada segundo dos quase 8 minutos de música contam uma história.

O podcaster Bruno Martins e a jornalista Isis Correia falaram sobre a popularidade da banda de James Hetfield:

— Os fãs mais ‘hardcore’ consideravam que era totalmente ‘anti-metal’ você se vender ao formato comercial da TV. Mas vamos lembrar que, mesmo antes disso, o Metallica já fazia shows pra mais de 30 mil pessoas. Aí lançou o clipe, depois o ‘Black Album’ [Metallica, 1991], e foi uma febre absurda! Agora mais de duas décadas se passaram e eles continuam extremamente famosos.

— É uma banda que aparece até hoje na TV aberta, e se eu a assisto com minha mãe, ela pode não saber nenhuma música, mas sabe que é uma banda de rock. É importante pra eles também que os fãs novos cheguem, ainda mais através de ferramentas ligadas aos jovens, como Netflix e TikTok. Eu não entendi o espanto sobre Stranger Things. O personagem [Eddie Munson] é metaleiro, queriam que ele escutasse o que?

Faz sentido, né?

Ouça e assista trecho de episódio sobre inclusão no rock

O Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos! também falou sobre inclusão e diversidade no rock, citando as turnês do Rage Against The Machine e Roger Waters, e a recente polêmica envolvendo os Mamonas Assassinas. Também listamos artistas mulheres, negros, trans e pessoas com deficiência que estão fazendo barulho (dos bons!) por aí.

Assista a um corte de vídeo do programa, ou ouça o episódio completo, nos players abaixo! Siga no Instagram e no seu aplicativo preferido para receber alertas dos nossos podcasts semanais.

AMAZON MUSIC UNLIMITED

Você pode ouvir esse e outros artistas no Amazon Music Unlimited. Clicando aqui, você ganha 3 meses para curtir o app de graça!