Machine Gun Kelly zoa o Slipknot e Corey Taylor em show
Fotos via Wikimedia Commons

Após uma série de provocações entre Machine Gun Kelly e Corey Taylor ter se iniciado no ano passado, o cantor que se tornou um fenômeno do Pop Punk atual andou refletindo sobre a situação.

Até onde sabemos, a treta entre os artistas se tornou pública depois que MGK resolveu zoar o Slipknot durante sua performance no Riot Festival, evento em Chicago no qual a banda de Taylor também iria tocar.

Depois do show, Kelly revelou aos fãs que Corey ia participar de seu disco tickets to my downfall mas, como o verso da parceria “ficou uma merda horrível”, ele decidiu não usá-lo.

Corey Taylor não ficou calado e decidiu derrubar a “fanfic” criada pelo músico. Ele compartilhou diversos prints de e-mails trocados com Travis Barker, baterista do blink-182 que foi um dos grandes colabores do disco de MGK e fez a mediação para o encontro e provou seu lado da história.

Após alguns meses sem tocar no assunto, o frotman do Slipknot voltou a falar da treta no início deste ano afirmando que Kelly teria sido o responsável por “começar” o desentendimento entre eles, conforme te contamos com mais detalhes aqui.

Machine Gun Kelly lamenta treta com Corey Taylor

Independente de como a briga realmente começou, Machine Gun Kelly apontou em seu novo documentário, Life in Pink, que “poderia ter lidado com isso de forma diferente”.

De acordo com uma transcrição do The Pit (via Loudwire), o músico declarou:

Eu deveria ter pegado o telefone e falado tipo, ‘Ei cara, por que você disse isso?’. Mas, em vez disso, todos nós agimos de forma ridícula.

No documentário, Kelly também compartilhou mais alguns detalhes sobre a história da colaboração com Taylor que acabou não dando certo:

É engraçado, todo o problema do Slipknot, que na verdade não é um problema do Slipknot, é um problema do Corey… Essa situação é lamentável porque acho que nós dois deixamos nossos egos atrapalharem.

Sabe, eu era fã do Slipknot. Eu era fã de Corey. É por isso que eu pedi a ele para entrar em ‘tickets to my downfall’. Ele obviamente tinha respeito mútuo também, porque ele fez um verso.

Eu meio que tentei dar feedbacks como, ‘Ah, você sabe, isso não era exatamente o que eu estava procurando, podemos tentar isso?’ E respeitosamente ele disse, sabe, ‘Não’. E eu fiquei tipo, ‘Ok, legal.’ Então não usamos, sabe? Então eu o ouvi em um podcast…

Como te falamos anteriormente, o podcast citado por Kelly possivelmente foi o programa em que Corey declarou que odeia músicos que “não se dão bem em um gênero e migram para o Rock”, insinuando uma crítica a MGK, que iniciou sua carreira no Rap e deixou o ritmo de lado apostando em um som mais Pop Punk.

Será que Corey vai ter resposta dessa vez?

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! ALTERNATIVO

Clássicos, lançamentos, Indie, Punk, Metal e muito mais: ouça agora mesmo a Playlist TMDQA! Alternativo e siga o TMDQA! no Spotify!

 

Compartilhar