Daniel Johns, vocalista do Silverchair

Como punição por dirigir bêbado e bater seu carro em Março deste ano na Austrália, Daniel Johns, ex-vocalista do Silverchair, vai cumprir dez meses de serviços à comunidade.

Ele também perdeu sua carteira de motorista por sete meses e, após esse período, terá que dirigir por 24 meses com um dispositivo preso ao seu corpo que acusa a ingestão de álcool.

Apesar de condenado, o cantor deve estar aliviado pois havia a possibilidade dele ficar preso por um tempo em função do ocorrido, segundo informou a Australian Broadcasting Corporation (via Billboard).

A sentença foi proferida nesta quarta-feira (6) e diz respeito ao acidente em que o carro de Johns, de 43 anos, supostamente colidiu com outro veículo na direção contrária.

Na ocasião, ele dirigia um SUV na Pacific Highway e os policiais que atenderam ao chamado constataram que Daniel estava embriagado na hora da batida.

O motorista e o passageiro do outro automóvel, um homem e uma mulher de 50 anos, foram socorridos no local e não houve morte. Testes feitos após a batida detectaram que Johns tinha três vezes o limite legal de álcool em seu organismo e ele foi conduzido diretamente para a delegacia de Raymond Terrace.

Lá, Daniel passou por uma análise secundária que confirmou o excesso de álcool no sangue do artista. Depois do acidente, Johns se internou voluntariamente em uma clínica de reabilitação por um mês e a Corte afirmou que ele não ingeriu bebidas alcoólicas desde então.

Bom para ele!

Advogado de Daniel Johns se pronuncia

O advogado de defesa Bryan Wrench disse durante a audiência no tribunal que seu cliente vem sofrendo de transtornos mentais desde os primórdios do Silverchair:

Ele foi um músico bastante bem sucedido. Ele tinha 14 anos quando [os transtornos] começaram de uma maneira inesperada e tem atacado ele. As pessoas têm escrito insultos homofóbicos na cerca da casa da mãe dele. Além disso, Johns foi perseguido por um estranho homem e também houve difamação quando ele foi acusado de ter ido a um bordel, o que é totalmente falso.

Realmente, quem acompanha sabe que a história de Daniel não é das mais fáceis. Desejamos força para que ele consiga superar mais esse momento difícil!

Curta recria memórias do vocalista do Silverchair

Um dos nomes mais representativos do Rock australiano, Daniel anunciou no início de Junho o curta-metragem What If The Future Never Happened?.

O registro audiovisual com 30 minutos de duração mistura ficção científica e fantasia à própria trajetória de Johns, que começou na carreira muito cedo, ainda adolescente quando estourou no mundo inteiro com o Silverchair em meados da década de 1990.

Nas cenas do trailer, podemos conferir a versão jovem de Johns, vivida pelo ator Rasmus King, em um dia comum na Austrália. Acostumado a ser zoado, ele foge do bullying quando encontra a chance de se encontrar com uma misteriosa figura do futuro que mudará o caminho de Daniel para sempre.

O título do filme, ainda sem previsão de lançamento, remete ao nome do mais recente álbum de Johns, FutureNever, que saiu pela BMG no mês passado. A trilha sonora de What If The Future Never Happened? caminha entre faixas do disco e versões orquestrais de clássicos do Silverchair.

LEIA TAMBÉM: Daniel Johns relembra comparações com Kurt Cobain e diz que é o “Macauley Culkin do Rock”

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar