Matanza INC
Foto por Marcelo Marafante

Retórica Diabólica, o aguardado novo álbum do Matanza INC, já está entre nós!

O disco, já disponível nas plataformas digitais, consolida o DNA do Matanza mas sem deixar de apresentar novos caminhos e soluções singulares.

Lançado em parceria com o Selo Estelita, o registro chega após o single “Tudo Destruído“, que agora se junta a outras 9 faixas inéditas. Retórica Diabólica expõe que, sim, ainda há muito mais a ser feito dentro do “Matanzaverso”.

O Matanza INC surgiu para continuar de onde parou o antigo Matanza, cujas atividades encerram-se em 2018. O guitarrista, compositor e fundador da banda Marco Donida segue acompanhado pelos também ex-integrantes Jonas Cáffaro, na bateria, e Dony Escobar, no baixo. O vocalista Vital Cavalcante (ex-Jason e Poindexter) completa o grupo.

O que se ouve aqui é uma banda renovada, reinventada, capaz de gerar conteúdo relevante e legítimo. No novo álbum, o Matanza INC mostra que sonoridades diferentes funcionam muito bem quando aplicadas à sua fórmula, da mesma maneira que ainda há espaço para outras narrativas.

A gravação no estúdio High Five / El Rocha, bem como a mixagem e masterização assinadas por Fernando Sanches, conferiram ao disco um som pesado e orgânico. Todas as composições foram desenvolvidas durante o isolamento social da pandemia e todo o trabalho de arranjos se deu de forma remota.

Doidon Pixote & Os Van der Zicrey

Doidon Pixote & Os Van der Zicrey
Foto por André Fontes

Com riffs marcantes e letras ácidas, a banda carioca Doidon Pixote & Os Van der Zicrey lança seu novo álbum, Cantigas Apocalípticas. Ao longo de dez faixas, o disco versa as tragédias que afligem a população no atual cenário político, a hipocrisia e a alienação da sociedade.

O grupo escolheu como música de trabalho o single “Profissional Corruptalismo“. A temática presente na letra da canção, segundo o vocalista Pixinga, tem como assunto principal o fisiologismo e o “toma-lá-dá-cá” comuns no dia a dia do Congresso Nacional.

É um tema muito importante para a banda, que considera impossível se manter passiva diante do desmonte atual do Estado brasileiro, e da catástrofe que é o governo Bolsonaro.

Além de Pixinga (voz), o grupo contam com Binho (baixo), Eric (guitarra) e Duda (bateria), além de China (guitarra), ex-integrante do Matanza. No novo disco, a Doidon Pixote & Os Van der Zicrey busca ser “a voz da maioria da população que não tolera mais esse desgoverno que fomos submetidos“, declara Pixinga.

Cantigas Apocalípticas foi mixado e masterizado por Jorge Guerreiro, e produzido por Victor Moreira e pelo baixista Binho. Em sua sonoridade, o registro apresenta referências que passam pelo punk rock, hardcore, crossover e thrash metal.

Unholy Harakiri

Unholy Harakiri
Foto: Divulgação

Formada em 2020, em meio a pandemia de COVID-19, a Unholy Harakiri tem como proposta reinventar o cenário do metal brasileiro misturando muito peso, afinações baixas e uma pitada de cultura asiática, temas futuristas e cyberpunk.

O grupo lança, pelo selo Coffin Joe Records, o single “Kintsugi“. A música é uma interpretação musical da arte japonesa de mesmo nome que consiste em reparar uma cerâmica quebrada com laca espanada ou misturada com pó de ouro, prata ou platina, atribuindo um valor muito maior à peça reconstituída, em relação ao seu estado original.

Usando dessa simbologia, a obra eleva as imperfeições da vida humana e suas atribulações defendendo que a cada reconstrução após uma adversidade, constrói-se um ser ainda mais forte, completo e valioso que o anterior.

“Kintsugi” chegou acompanhada por um lyric video, produzido e editado pelos membros da Unholy Harakiri, filmado por Mary Moretti e com participação da modelo alternativa Kelly Yuri. A canção faz parte da série de singles que resultará no álbum de estreia da banda formada Yukio Hara (ex-Colwire), Raphael Gonçalves (ex-Colwire) e Maikon Campioni (Athimia).

AMAZON MUSIC UNLIMITED

Você pode ouvir esse e outros artistas no Amazon Music Unlimited. Clicando aqui, você ganha 3 meses para curtir o app de graça!