Fabio Porchat declara voto e detona Bolsonaro
Reprodução/Twitter

As eleições vão se aproximando e, a cada dia que passa, mais celebridades vão se posicionando politicamente para deixar claro seu apoio na disputa presidencial. Em entrevista recente, foi a vez de Fabio Porchat fazer isso.

O ator e humorista do Porta dos Fundos até relutou inicialmente, mas no fim das contas não teve papas na língua para declarar em quem pretende votar — deixando claro que possui um candidato preferido mas que está disposto a fazer um voto estratégico — e detonar o atual presidente Jair Bolsonaro, a quem chamou de “rato” e “verme”, além de “incompetente” e “vagabundo que não trabalha”:

Eu já declarei meu voto, eu vou votar no Ciro Gomes. Eu gosto muito do Ciro, acho ele um ótimo candidato, acho ele muito preparado. Acho que a gente precisa parar um pouco de polarizar e de nervoso e tal. Agora, se chegar em Agosto, o Ciro continuar com 7[%] e o Lula puder ganhar no primeiro turno pra tirar este animal, este verme, este câncer que está no poder, eu vou pintado de estrela vermelha cantando ‘Lula Lá’ e voto apertando 13 trezentas vezes.

A verdade é que a gente tá lidando com um cara que é um abjeto. É um cara que não tem humanidade. É uma pessoa que durante a pandemia, que matou 670 mil pessoas no Brasil, ele imita gente morrendo engasgada. Ele imita isso, ele ri disso. Ele fala, ‘Eu não sou coveiro’. Ele não tá nem aí pras pessoas, ele não tá nem aí… ele não tem a menor dignidade.

A gente tá falando de uma coisa que, assim, antes da gente começar a falar de corrupção — que tem nesse governo, muita, muita corrupção nesse governo — a gente tem que falar de dignidade humana. De uma pessoa que é um ser humano, que não é abjeto, que não é um cara que não gosta do outro, que provoca ira, raiva, que mente descaradamente, que agride, que fala pra mulher, ‘Você não merece ser estuprada’. Olha o que ele fala pras pessoas. Isso não é gente! Isso é subgente, isso é rato, isso é verme.

Não dá pra ter um país comandado por verme. E ainda por cima um verme incompetente, um governo corrupto — porque a verdade é essa — e um cara vagabundo que não trabalha. Ele não trabalha! Ele trabalha menos que estagiário. Ele fica andando de jet ski. As pessoas estão morrendo de fome e ele não trabalha, ele não corre atrás. Esse cara não tem agenda; a agenda dele começa ali depois do meio-dia. Quem é que trabalha depois do meio-dia no país? Ninguém trabalha depois do meio-dia no país! Todo mundo trabalha antes! Este homem é o presidente da República de um país que tá fodido. Então, esse cara precisa ser tirado de algum jeito, de alguma forma.

Você pode ver a fala completa de Porchat, que viralizou no Twitter, pelo vídeo logo abaixo.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar