Paul Banks, do Interpol

A Polícia Federal Brasileira confundiu a banda de rock Interpol com a organização internacional de polícia que tem o mesmo nome.

Isso aconteceu através do perfil oficial da PF no Twitter que, ao invés de mencionar a organização em um post que anunciava o resultado de uma investigação de pedofilia na internet, acabou marcando o usuário da banda liderada por Paul Banks.

A publicação da Polícia Federal, que já foi deletada, dizia:

PF combate organização criminosa que produzia e comercializava imagens eróticas de crianças e adolescentes na internet. As investigações tiveram o apoio da @Interpol e da agência americana de segurança @DHSgov (Homeland Security Investigations).

O perfil @Interpol, citado pela PF, é usado pela banda de indie rock desde 2007, enquanto a entidade policial homônima aos roqueiros, a Organização Internacional de Polícia Criminal, utiliza o perfil @INTERPOL_HQ na rede social. Que confusão!

Você pode ver o print dessa interação curiosa ao final da matéria.

Interpol

Em tempo, na última quarta-feira (27), a banda Interpol foi anunciada como uma das atrações da primeira edição do festival Primavera Sound em São Paulo.

O grupo está trabalhando em seu sétimo álbum e primeiro de inéditas em quatro anos, The Other Side of Make-Believe, e já disponibilizou os single “Toni” e “Something Changed”. O disco está previsto para ser lançado em 15 de Julho.

Além de participar do Primeira Sound, a banda irá realizar os shows de abertura das apresentações do Arctic Monkeys no dia 04 de Novembro no Rio de Janeiro e no dia 08 de Novembro em Curitiba. Confira todos os detalhes aqui.

Polícia Federal menciona a banda Interpol no Twitter

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!