Nancy Crampton Brophy, autora de
Foto via Washington Post

Uma história pra lá de inacreditável virou manchete nos EUA pela absurdez da situação: a romancista Nancy Crampton Brophy, que em 2011 escreveu um post na internet intitulado “Como Matar Seu Marido”, está sendo julgada por supostamente ter assassinado o próprio marido em 2018.

De acordo com o Washington Post, no entanto, o juiz responsável pelo caso não vai aceitar o texto em questão como prova, no qual ela própria tenta se justificar por pensar em assassinato e afirma até mesmo saber que “cada um de nós é capaz disso se chegar ao limite”, mas também garante que acha “mais fácil desejar que as pessoas morram do que efetivamente matá-las”.

Para o promotor do caso, Shawn Overstreet, essa visão de Nancy teria mudado em 2017, quando ela supostamente começou a planejar o assassinato do marido com a compra de armamentos e trocado peças para que a arma não fosse identificada, além de ter praticado tiro em locais de treino.

Além disso, a situação financeira de Nancy e seu marido, Daniel Brophy, tem sido usada como argumento. Os dois estariam passando por um momento bem difícil e, para os promotores, a mulher encontrou uma “saída” na morte de Daniel, que tinha um seguro de vida avaliado em US$1,4 milhão.

No entanto, a defesa de Brophy garante que a situação financeira do casal estava melhorando antes da morte de Daniel, que foi encontrado sem vida no Instituto Culinário de Oregon, onde trabalhava, e também afirma que as armas eram utilizadas pela autora como “pesquisa” para seus livros e como forma de proteção, pois ela teria ficado assustada com as notícias sobre tiroteios no país.

O julgamento ainda deve durar várias semanas, com argumentos de ambos os lados que incluem imagens de câmera de segurança de Nancy chegando ao local da morte do marido no dia de seu falecimento e relatos tocantes sobre os 25 anos de vida conjunta do casal.

Que situação!

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar