Dieguito Reis
Foto: Divulgação

Na cidade ideal de Dieguito Reis, é sempre verão. O baterista da Vivendo do Ócio vem preparando há algum tempo o lançamento deu seu novo álbum solo, Verão Na Cidade Sem Mar, que chega no início do próximo mês.

Abrindo os caminhos e jogando luz na novidade, o músico baiano revelou o single “Verde Neon“, que estará presente no trabalho. A canção, que já se encontra nas principais plataformas de streaming, é uma parceria com Vitor IZENZÊÊ (BRAZA) e Lerry.

Mergulhado na onda oitentista da soul e dance music, Dieguito Reis mantém sua música no universo do rap, indie e R&B, com mais embalo e groove do que o normal. Não é diferente em “Verde Neon”, que ganhou um arranjo incrível com percussão de samba-reggae.

Na faixa, Dieguito volta a rimar com seu flow característico. A letra é uma parceria entre o artista e IZENZÊÊ, e traz versos pessoais e autobiográficos dos músicos. Até o primeiro contato entre o ex-Forfun e o baterista da VDO em uma festa da MTV é abordado em “Verde Neon”.

Os arranjos detalhados são de autoria de Lerry e Marcelo Santana; a dupla dirigiu a faixa junto com Dieguito Reis. Já a capa do single tem colagem assinada por Arthur Lombriga. O lançamento aconteceu pela Matraca Records, selo nacional independente, em parceria com a YBMusic.

Lucas Bernoldi & João Sirangelo

Lucas Bernoldi & João Sirangelo
Foto por Patricia Amorim

Abordando temas como ecologia, espiritualidade e tolerância, o disco Hippie Pra Caçamba marca o encontro dos músicos Lucas Bernoldi e João Sirangelo.

No trabalho, que tem sua inspiração na estética dos anos 60 e 70, os artistas reverenciam a ancestralidade da canção e revisitam o sonho hippie, dialogando com os debates atuais que buscam caminhos para uma existência em harmonia planetária.

A parceria entre Bernoldi e Sirangelo nasceu de forma inusitada. João conta que durante a pandemia assistiu a um clipe da carreira solo de Lucas e mandou uma mensagem sugerindo que fizessem um trabalho juntos. A ideia do músico era um vídeo para o Instagram ou quem sabe uma canção, mas…:

O Lucas então respondeu minha mensagem dizendo ‘vamos fazer um álbum’. Eu achei que fosse uma brincadeira, mas topei mesmo assim. No dia seguinte ele me ligou no Zoom e passou um documento no Google Drive. Quando abri o link, nele havia um esboço já bem amadurecido do projeto do disco, com nome e umas 15 músicas, algumas já completas mas a maioria ainda no processo de composição.

A princípio, João Sirangelo seria apenas o produtor musical, mas logo ele estava acrescentando músicas de sua autoria e terminando, junto com Bernoldi, de compor algumas faixas. Sendo assim, perceberam que o projeto Hippie Pra Caçamba havia transformado o trabalho deles em uma parceria forte.

Embalados pela tendência audiovisual, a dupla se juntou a Ian Iordanu e Fabrício Fonseca e converteu as doze faixas do disco em um álbum visual. O filme acompanha todo o disco, interligando as histórias das canções através de autorreferências, elementos cenográficos e da performance dos artistas e figurantes.

Os vídeos foram gravados no Vale Encantado, em Atibaia, sítio onde habita e se reúne O Bando, uma família hippie aliada. A produção reforça a atmosfera retrô modernista do projeto, que une elementos sessenta e setentistas com uma psicodelia sideral e uma reimaginação do visual bicho grilo, transitando entre um ar rural e uma estética hippie high-tech.

JOVA

Jova
Foto: Divulgação

Envolto em uma atmosfera pop/dançante, JOVA, projeto do artista Diego Jovanholi, lança o seu novo single “Ao Meu Lado“. A música conta com produção de Gustavo Schirmer e distribuição pelo selo Mondé Musical.

Este é o segundo single do álbum de estreia do compositor, com previsão de lançamento para o segundo semestre de 2022. A canção traz um quê de nostalgia reverberado pelos arranjos sintetizados, e aborda a história de uma amor entregue ao momento, explica JOVA:

A música narra a história de duas pessoas que só estão juntas em um momento, nenhuma das duas toma iniciativa para ser diferente, deixando mais forte o sentimento de que existiriam outras possibilidades.

“Ao Meu Lado” nasce acompanhada de um videoclipe gravado na capital carioca e dirigido por Vitor Granja. Produzido pela Framework Filmes, o vídeo, filmado no bairro de Vargem Grande, foi inspirado em obras cibernéticas e de ficção científica, como por exemplo os livros do autor russo Isaac Asimov.

É inegável também a semelhança com o clássico de Michel Gondry, “Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças”, revela Vitor:

Procurávamos uma cena marcante em uma única locação, que nos ajudasse a criar um ambiente tecnológico, que correspondesse aos instrumentos, timbres e estética musical eletrônica da música. Chegamos a conclusão de que o romance contido na letra poderia corresponder a uma espécie de hacking feito pela protagonista com o objetivo de colocar, retirar e alterar as memórias do seu parceiro.

Assista ao clipe abaixo!

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!