Foo Fighters anuncia turnê para 2021
Reprodução/Instagram

Os admiradores do Foo Fighters seguem abalados com a morte precoce do icônico Taylor Hawkins, que nos deixou na última sexta-feira (25).

Até o momento, os integrantes da lendária banda ainda não se pronunciaram individualmente sobre o falecimento de seu baterista.

Porém, em uma infeliz coincidência, durante uma entrevista ao Entertainment Weekly publicada em Fevereiro de 2021, o grupo comentou sobre como as coisas no Rock “geralmente terminam em tragédia” e ainda citaram como seria a possível morte de Hawkins.

Foo Fighters brincou com morte de Taylor Hawkins em 2021

Ao serem questionados sobre o futuro da banda, que completa 27 anos de carreira em 2022, o frontman Dave Grohl foi firme ao declarar que não se deve “nunca [dizer] que está terminando”. O músico acredita que você deve pegar seu instrumento e tocar quando sentir vontade. Em seguida, o saudoso Taylor complementou:

Espero que isso continue pelo resto da minha vida. Mas, novamente, se eu morrer no palco, tudo bem também. Tipo morrer de ataque cardíaco na bateria. Seria meio poético, eu acho.

O guitarrista Chris Shiflett acrescentou:

Bem, essa seria uma boa. [Risos] Espero que Taylor morra no palco e então vamos [nos aposentar] lá… Não, o Rock and Roll geralmente termina em tragédia, então vamos torcer para que não aconteça. Mas eu me lembro de ver os [Rolling] Stones alguns anos atrás e pensar: ‘Ok, podemos fazer isso por um tempo. Eles ainda estão arrasando. Ainda temos alguns bons anos’.

Rami Jaffee, tecladista do grupo, seguiu o pensamento de Shiflett ao citar os Rolling Stones como exemplo:

Realmente não há ideia de desaparecer ou parar. É o jeito dos Rolling Stones de ir até a morte de qualquer jeito que aconteça… Porque sempre tem outro telefonema de Dave — ‘Nós vamos tocar na Acrópole!’ Ah, tudo bem. [Risos].

Já o baixista Nate Mendel mostrou, na época, que pensa um pouco diferente. Ele acreditava que seria bom “terminar propositalmente” ao invés de esperar uma tragédia ou “apenas ir mancando até que tudo desmorone”. Ele disse que, por ser um planejador, gostaria de saber quando seria o fim da banda para poder celebrar este marco de forma adequada.

Relação de Taylor Hawkins e Dave Grohl

Na mesma entrevista, ao refletir sobre a convivência da banda nos bastidores, o guitarrista Pat Smear apontou que eles são “melhores amigos”. Hawkins, inclusive, focou em sua relação com Dave durante os shows e explicou:

Com Dave, eu conheci esse cara que seria meu parceiro de vida, sabe? Nós nos tornamos um pouco telepáticos no palco. Dave está comandando o show, ele está ocupado fazendo com que o público fique feliz. Ele é o cara que vai ao jogo de beisebol e vende a comida nas arquibancadas. Eu sou o cara que está trabalhando nos cachorros-quentes [para serem vendidos].

Um dos trechos mais emocionantes foi quando Grohl falou sobre seu reencontro com Taylor após um longo período de isolamento causado pela pandemia, relatando como foi estar ao lado dos companheiros novamente:

Eu não via Taylor há oito meses [durante a pandemia], e isso nunca aconteceu. Voltar a ficar juntos novamente, foi como um filme em câmera lenta onde há dois amantes correndo por um campo de dentes de leão e eles têm essa colisão. Claro, você não percebe o que você tem até que se vá. Então, quando todos voltamos no final do verão e nos sentamos em uma sala, isso me deu muita felicidade – sem instrumentos, apenas estando juntos.

Nesta terça-feira (29), o Foo Fighters anunciou o cancelamento de todos os seus shows que estavam agendados pelo mundo. Em um comunicado, a banda disse que este é o momento de “celebrar a música e as memórias que construímos juntos”.

Desejamos muito força para os membros da banda e para todos aqueles que estão sofrendo com a partida de Taylor Hawkins.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!