Taylor Hawkins, do Foo Fighters, em clipe para cover de
Reprodução / YouTube

A morte de Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters, segue repercutindo ao redor do mundo e novas informações vêm surgindo o tempo todo. Agora, surge uma das mais tristes relacionadas a essa tragédia já tão inacreditável.

De acordo com a Caracol Notícias, emissora colombiana, o músico foi encontrado sem vida dentro de seu quarto de hotel por um dos membros da banda, que conta também com Dave Grohl, Nate Mendel, Chris Shiflett, Pat Smear e Rami Jaffee em sua formação.

A reportagem local informa que a banda estava pronta para sair do hotel em que estava hospedada por volta das 17h30 do horário local para tocar no festival Estéreo Picnic por volta das 19h30. No entanto, os músicos estranharam a ausência do baterista no horário marcado e um dos integrantes foi até o quarto de Taylor procurá-lo, tendo então visto a terrível cena.

A emissora conta ainda que uma ambulância chegou a ser chamada para tentar resgatar Hawkins, mas não foi possível salvá-lo. O repórter, aliás, dá a entender em uma fala que ele já teria sido encontrado sem vida, mas a polícia e a perícia colombianas estão chegando ao local por agora para analisar melhor o caso.

Ainda é possível ver diversos fãs do grupo se reunindo para prestar homenagens e se consolarem na porta do hotel em questão. Veja na íntegra ao final da matéria, em vídeo traduzido pelo portal Metrópoles.

Morte de Taylor Hawkins

Nascido em 17 de Fevereiro na cidade de Fort Worth, no Texas, mas com fortes ligações com o estado da Califórnia, Taylor Hawkins começou a ganhar notoriedade como baterista quando tocou com a cantora Sass Jordan, seguindo depois para a banda de Alanis Morissette, com quem participou da turnê do ótimo disco Jagged Little Pill.

Hawkins chegou até a aparecer em clipes de alguns hits de Alanis, como “You Oughta Know” e “All I Really Want”, permanecendo dois anos na banda de apoio da cantora até que “se convidou” para entrar no Foo Fighters para a alegria de Dave Grohl, que tinha tido vários problemas com William Goldsmith até então.

Sua primeira participação em estúdio foi no disco There Is Nothing Left to Lose (1999), estando como baterista em todas as outras obras desde então. O álbum mais recente, e portanto último, é Medicine at Midnight (2021).

Além da longa carreira com os Foos, ele também teve um projeto solo chamado Taylor Hawkins and the Coattail Riders, cujo último lançamento foi o disco Get the Money em 2019. Também liderou o supergrupo The Birds of Satan, que lançou apenas um disco autointitulado em 2014, e chegou a gravar as baterias do ótimo Good Apollo, I’m Burning Star IV, Volume Two: No World for Tomorrow, lançado em 2007 pelo Coheed and Cambria.

O último show de Taylor Hawkins foi no dia 20 de Março, quando o Foo Fighters tocou no Lollapalooza Argentina.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar