Machine Gun Kelly tem ficado nos holofotes ultimamente por conta de declarações polêmicas.

Um dos principais ícones da nova geração do Pop Punk, ele não mede palavras para falar sobre como enxerga o Rock And Roll, e chega inclusive a criar tretas entre nomes do gênero, como quando tirou sarro do Slipknot em um festival onde os mascarados também estavam tocando.

Acontece que hoje, dia 25 de Março, é um dia bastante especial para quem acompanha MGK aqui no Brasil já que temos o lançamento do novo disco mainstream sellout e um show no festival Lollapalooza, direto do Autódromo de Interlagos.

Novo Disco de Machine Gun Kelly

mainstream sellout é o sexto disco de estúdio de Colson Baker, artista que tem suas origens ligadas ao Rap.

Após lançar diversos sons do Hip Hop e inclusive entrar em uma briga com o gigante Eminem, ele passou a se aproximar cada vez mais de Travis Barker, baterista do blink-182, e a amizade acabou virando parceria profissional.

Isso porque os caras não apenas têm aparecido juntos cada vez mais, como colaborado em todos os processos criativos que resultaram no álbum.

Aqui, Travis encabeça a lista de produtores e também é responsável pelas baterias em um álbum onde Machine Gun Kelly ficou a cargo dos vocais e guitarras.

Participações Especiais

Amando ou odiando o cara, não há como negar que mainstream sellout tem elementos bem interessantes do que a molecada tem consumido em relação a gêneros como Emo, Pop Punk e Hip Hop.

MGK não apenas faz uso de seus elementos próprios, como a voz grave em cima de bases melódicas, como também convida nomes importantes para acompanhá-los, e eles fazem toda diferença.

Bring Me The Horizon, Lil Wayne, blackbear, Willow, Iann Dior, Gunna e Young Thug aparecem na tracklist que deixa claro: a nova geração está vindo aí e, somados, esses nomes todos alcançam milhões de fãs no mundo inteiro.

Mais importante que isso, eles o fazem indo do Trap ao Metal, fazendo com que mainstream sellout seja um verdadeiro selo de outra característica do consumo de música nos dias de hoje: para os jovens, ficar preso a um gênero só é coisa do passado, e a mistura é mais do que bem-vinda.

mainstream sellout

Ironicamente, o nome do novo disco de Machine Gun Kelly seria born with horns, e tanto ele quanto Travis Barker chegaram a tatuar a expressão em seus braços.

Pouco tempo depois, MGK resolveu renomear o álbum, e a “pegadinha” com o colega Travis Barker viralizou em um vídeo onde os dois dão muitas risadas e levam tudo na esportiva.

Mudar o nome parece ter sido um acerto, já que ele vem carregado de ponderações sobre as polêmicas da indústria que o artista gosta tanto de abordar. Chamá-lo de “vendido do mainstream” logo de cara é mais uma provocação em um álbum que, novamente, traz uma guitarra em sua capa.

Musicalmente, é interessante ver como os colaboradores trouxeram elementos que se encaixaram com a ideia central do álbum, que o torna uma boa pedida tanto para quem é da “nova classe” quanto para quem celebrou o Emo e o Pop Punk nos Anos 90 e 2000; “Emo Girl”, com Willow, é a melhor prova disso.

Outro ponto que não podemos deixar passar despercebido é que o músico sabe o impacto que está tendo na indústria por causa do seu posicionamento forte.

Em entrevista recente à Billboard, ele disse que “o rock precisava de um desfibrilador para não morrer”, e que ele teve esse papel, já que agora muitos estão prestando atenção no gênero. No mesmo papo, ele mandou avisar que “é mais punk” do que aqueles que o criticam.

É claro que isso fez com que muitos roqueiros ficassem furiosos, mas de uma coisa MGK está certíssimo: gêneros musicais não se popularizam sem aparições na mídia, manchetes polêmicas e controvérsia, e de um jeito ou de outro, ele está colocando o Rock em lugares onde não aparecia há alguns anos, como no gosto dos jovens que vinham priorizando o Pop e o Rap.

Lollapalooza Brasil

No dia do lançamento de seu disco, Colson é uma das principais atrações do festival Lollapalooza Brasil, e deve apresentar novas músicas no Palco Budweiser a partir das 18:50.

Como é de costume, ele deve misturar canções de diversas fases da carreira com novidades e covers como a de “Misery Business”, do Paramore.

Logo abaixo você pode ver o setlist do seu mais recente show, realizado ontem mesmo no Ônix Day, o “dia gratuito” do Lollapalooza Brasil.

  1. title track
  2. kiss kiss
  3. concert for aliens
  4. WWIII
  5. drunk face
  6. Candy
  7. Misery Business (Paramore cover)
  8. I Think I’m OKAY
  9. all I know
  10. maybe
  11. emo girl
  12. ay!
  13. El Diablo
  14. lonely
  15. papercuts
  16. forget me too
  17. my ex’s best friend
  18. bloody valentine

Acompanhe tudo sobre o Lollapalooza, incluindo registros do show de Machine Gun Kelly, seguindo o perfil oficial do TMDQA! no Instagram: @tmdqa

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!