Italiano foragido é preso depois de vender vinil de
Reprodução / Bilesky Discos

Depois de alguns anos levando o título de música brasileira mais gravada de todos os tempos, “Aquarela do Brasil” abriu espaço para “Garota de Ipanema”, a inesquecível parceria entre Tom Jobim e Vinicius de Moraes.

O Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), órgão responsável por captar e distribuir valores pagos pela execução de canções em eventos e nos mais diversos tipos de mídia, usou sua base de dados para atualizar o ranking divulgado anteriormente em 2020 e a principal mudança foi justamente essa na liderança.

Agora, o órgão identifica 423 gravações de “Garota de Ipanema” em seu banco de dados, enquanto “Aquarela do Brasil” tem 416 gravações. O top 5 conta ainda com “Carinhoso”, de Pixinguinha e Braguinha (3º, 414 gravações), “Asa Branca”, de Humberto Teixeira e Gonzagão (4º, 361 gravações) e “Manhã de Carnaval”, de Luiz Bonfá e Antônio Maria (5º, 293 gravações).

Veja o ranking completo a seguir!

“Garota de Ipanema” lidera ranking das músicas brasileiras mais gravadas na história

  1. Vinicius de Moraes, Tom Jobim – “Garota de Ipanema” (423 gravações)
  2. Ary Barroso – “Aquarela do Brasil” (416 gravações)
  3. Braguinha, Pixinguinha – “Carinhoso” (414 gravações)
  4. Humberto Teixeira, Gonzagão – “Asa Branca” (361 gravações)
  5. Antônio Maria, Luiz Bonfá – “Manhã de Carnaval” (293 gravações)
  6. Vinicius de Moraes, Tom Jobim – “Eu Sei Que Vou Te Amar” (268 gravações)
  7. Tom Jobim – “Corcovado” (256 gravações)
  8. Vinicius de Moraes, Tom Jobim – “Chega de Saudade” (254 gravações)
  9. Tom Jobim – “Wave” (253 gravações)
  10. Newton Mendonça, Tom Jobim – “Desafinado” (241 gravações)

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar