Eric Adams, prefeito de Nova York
Foto via Wikimedia Commons

O prefeito de Nova York, Eric Adams, teve palavras duras sobre a relação entre o Rap e a criminalidade em uma coletiva de imprensa na última sexta-feira (11).

Falando ao público, Adams contou que recebeu vários vídeos de seu filho ligados ao subgênero conhecido como Drill, que tem ganhado forças nos últimos anos e sido conectada a várias mortes de artistas, como o saudoso Pop Smoke, por suas letras muitas vezes contendo apologias à violência e ao uso de armas.

Para o prefeito, esse tipo de conteúdo é “alarmante” e estaria ligado ao aumento da criminalidade na cidade de Nova York. Ele explicou seu ponto de vista, traçando até mesmo uma comparação com o ex-presidente Donald Trump (via NME):

Nós tiramos o Trump do Twitter por causa das baboseiras que ele falava. Apesar disso estamos permitindo músicas, a exibição de armas, violência; estamos permitindo que isso fique nesses sites. Nós vamos juntar as empresas de redes sociais e dizer a elas que têm uma responsabilidade cívica e corporativa.

Estamos preocupados com o uso das redes sociais para realmente proliferar demais o uso de violência nas nossas comunidades. […] Isso [o Drill] está contribuindo para a violência que estamos vendo ao redor do país inteiro. É um daqueles rios para os quais temos que construir uma barragem.

Eric ainda prometeu que irá se reunir com “rappers bastante conhecidos” para discutir essa questão, mas não deu mais detalhes sobre as medidas que pretende tomar.

Eric Adams, Nova York e o Drill

Vale ressaltar que o Drill é um estilo que se popularizou até mais no Reino Unido, sendo muitas vezes associado à cena britânica de Rap.

Foi nos EUA que ele surgiu, entretanto, e o subgênero vem sendo constantemente comparado ao Gangsta Rap dos anos 90 por conta das mortes e violência associadas à cena.

Além do saudoso Pop Smoke, outros grandes representantes do Drill são Lil Durk, Fivio Foreign, Chief Keef, entre outros.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar