Neil Young em 2006
Foto de Neil Young via Shutterstock

Em meio à intensa polêmica envolvendo o Spotify, Neil Young está sendo surpreendido com a repercussão de suas músicas em outras plataformas de streaming.

O catálogo do lendário músico teve um aumento de quase 40% de reproduções apenas usando os outros serviços de streaming desde que ele removeu suas músicas do Spotify. Vale lembrar que a decisão foi tomada depois que a plataforma decidiu manter o podcast de Joe Rogan que apresenta desinformações sobre a COVID-19.

De acordo com a MusicTech (via Rádio Rock), Merck Mercuriadis, da Hipgnosis, que é dono de metade do catálogo do cantor, apontou que houve um aumento considerável das reproduções das faixas de Neil nas duas últimas semanas. Ele acrescentou:

Estamos com 38% de aumento apenas no streaming e registramos aumentos de vendas acima de 100% em alguns de seus álbuns.

O executivo ainda aplaudiu o cantor e compositor por ter levantado o debate digital
e ressaltou a consistência do comportamento de Young com sua base de fãs.

Neil Young e Spotify

Recentemente, o Spotify anunciou que avisos de conteúdo seriam incluídos em todos os podcasts que discutem a COVID-19.

Nesta terça-feira (8), Neil Young compartilhou um comunicado incentivando os funcionários da plataforma a pedirem demissão antes que o CEO da empresa, Daniel Ek, “coma suas almas”. Saiba mais aqui.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar