Elza Soares no Festival Timbre
Foto: Juliana Avila / Divulgação

2022 começa com uma perda inacreditável e imensurável para a música brasileira. Elza Soares, uma das mais prolíficas artistas do nosso país, faleceu aos 91 anos de idade nesta quinta-feira (20).

De acordo com comunicado de assessoria de imprensa, a cantora e compositora nos deixou às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por “causas naturais”. A nota oficial segue:

Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação.

A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim.

Que descanse em paz e muito, muito obrigado por tudo.

Elza Soares

Nascida no bairro de Padre Miguel, no Rio de Janeiro, Elza Soares passou por diversas situações bastante complicadas nos seus primeiros anos de vida.

Elza surgiu para a música ainda nos anos 50, quando havia acabado de ficar viúva e, com quatro filhos para criar, trabalhava como faxineira até chamar atenção no programa radiofônico Calouros em Desfile, comandado por Ary Barroso.

Foi ali, inclusive, que surgiu uma de suas mais célebres frases quando Ary, em tentativa de ridicularizá-la, questionou “de que planeta” ela tinha vindo:

Do mesmo planeta que o senhor, Seu Ary. Do planeta fome.

A performance de Elza no programa conquistou nota máxima e o próprio apresentador se pôs no seu lugar, dizendo que ali “nascia uma estrela”. No entanto, foi só na década seguinte que ela se consagrou de vez com os lançamentos de seus primeiros discos de estúdio.

Em suas obras, abordou temas como o preconceito racial e o feminismo desde muito antes deles se popularizarem e se reinventou constantemente em sua carreira. Não à toa, foi eleita Cantora Brasileira do Milênio pela BBC britânica na virada de 1999 para 2000, e se manteve ativa até o final de sua vida, tendo inclusive diversos shows marcados para 2022.

Nos últimos anos, inclusive, lançou três discos importantíssimos: A Mulher do Fim do Mundo (2015), eleito o melhor daquele ano em diversas listas do país, Deus é Mulher (2018) e Planeta Fome (2019). Seu último lançamento em vida é o álbum colaborativo com João de Aquino, gravado na década de 90 e divulgado apenas em 2021.

Novamente, só nos resta agradecer por tudo.

Podcast Vida e Carreira de Elza Soares

Em Maio de 2020, inclusive, o TMDQA! fez um podcast entrevistando a icônica artista e mergulhando em sua carreira tão única. Relembre clicando aqui.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar