Jay-Z
Foto de Jay-Z via Shutterstock

Assim como acontece muitas vezes com o Funk carioca no Brasil, nos Estados Unidos é muito comum que a música de artistas do Rap seja usada como evidências de crimes em julgamentos.

Cansado disso, Jay-Z lidera um grupo de rappers que pede o fim da utilização de letras do gênero em processos criminais na Corte de Nova York.

O companheiro de Beyoncé, conforme informa o Stereogum, está apoiando um projeto de lei que solicita à Justiça americana “clareza e evidências convincentes” para que uma letra de Rap seja usada nesse contexto, ressaltando que elas não podem estar relacionadas a músicas com sentidos “figurados ou ficcionais”.

Esse tipo de situação já aconteceu em casos como o de Tekashi 6ix9ine com a canção “Gummo”, Drakeo the Ruler com “Flex Freestyle” em 2019 e Tay-K com “The Race” em 2017.

A proposta foi enviada à governadora de Nova York, Kathy Hochul, e outros legisladores em Novembro de 2021, tendo sido aprovada recentemente pelo Senado.

Advogado de Jay-Z se pronunciou sobre o tema

O advogado de Jay-Z, Alex Spiro, afirmou esperar que o assunto se torne um agente transformador não apenas nos EUA:

Ao mudar a lei aqui, você faz muito bem para os casos que ela afeta, mas também envia uma mensagem de que o progresso está chegando. Esperamos que seja seguido em muitos lugares.

Além de Jay-Z, assinam a carta Meek Mill, Kelly Rowland, Fat Joe, Yo Gotti, Robin Thicke, Killer Mike, Big Sean e mais.

LEIA TAMBÉM: Future acredita que pode vencer Jay-Z em eventual batalha de Rap

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar