Gabriel Aragão (Selvagens à Procura de Lei) estreia na poesia com “O Livro das Impermanências
Foto: Felipe Kautz / Divulgação

Gabriel Aragão, vocalista e compositor do Selvagens à Procura de Lei, lançou seu primeiro livro de poesia, “O Livro das Impermanências”.

Com prefácio de Gregorio Duvivier e orelha assinada pela Monja Coen, a coletânea combina poemas publicados originalmente no Instagram com material inédito.

A obra traz textos focados no agora. O autor reflete sobre acontecimentos de sua época como o cotidiano e o infinito, a perda e o humor, a política e o romantismo. Em nota, é explicado que o livro “tira o leitor para dançar enquanto o autor disseca o transitório, a inconstância, a descontinuidade, a mudança, a partida, a instabilidade em poemas que abraçam e se despedem do agora”.

A arte da capa é assinada pelo artista argentino Hernan Paganini. A obra original, uma colagem em papel, é intitulada “La noche” (21×29,7cm).

O livro já está disponível e pode ser adquirido através deste link.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!